Letra A


A

A G. Ramos Jubé, poeta.
A J de Sousa Carneiro, romancista e poeta. Obras: A lágrima (1988, poesia), Furundungo (1934, romance), O Regionalismo na literatura de Guido Vilmar Sassi (ensaio), Viagem a um Planeta Artificial por Rapto (1985).
A J de Sousa Carneiro, romancista.
A. A. Cardoso d'Almeida (1861-1942), poeta, jornalista. Obras: Horizonte do Pago (1970, poesia), Lucros e Perdas (poesia), Os Direitos do Homem (1908), Ponteios (1979, poesia).
A. A. de Assis, poeta.
A. B. Lopes Ribeiro (MG), Poeta, trovador.
A. B. Mendes Cadaxa, poeta. Obras: Promontório (1996), obra ganhadora do Prêmio Jabuti da Câmara Brasileira do Livro, categoria poesia.
A. Boucher Filho, Romancista.
A. C. Fernandes da Silva, poeta.
A. Coelho Neto (1920, Lambari, MG-), poeta, trovador, teatrólogo, jornalista, radialista.
A. D. Tavares Bastos, ver Charles Lúcifer.
A. Dacal Macias, romancista.
A. de Araújo [Avelino de A.], poeta.
A. de Carvalho Melo (BA), poeta. Obras: Cantigas que o Povo Canta, entre outras.
A. de Nilza, poeta.
A. Fraga Filho, ficcionista infanto-juvenil. Obras: A Serra dos Dois Meninos, entre outras.
A. Isaias Ramires, poeta.
A. J. M. Braga, ficcionista. Obras: Mistérios de Rio de Janeiro (1874), entre outras.
A. Jorge Pinto, poeta.
A. L. Melo [A. L. Nobre de Melo], ensaísta. Obras: Augusto dos Anjos e as origens de sua arte poética (1942), Mundos mágicos (1949).
A. Marques, contista, menção honrosa (ABL) 1925. obras: Cisnes Pretos (1924), entre outras.
A. Mosca de Carvalho, Poeta. obras: Roteiro do meu destino (1952), entre outras.
A. O. de Lima Rodrigues, (1860, MA-?), poeta e guarda-livros.
A. P. Bonfim, poeta.
A. P. Oliveira, poeta.
A. Ramôa, poeta.
A. S. Mendonça Júnior (AL), escritor; membro da Academia Alagoana de Letras. Obras: O Anel de Brilhantes e Outras Histórias (1980), entre outras.
A. Sanford de Vasconselos (SC), romancista e juiz de direito. Obras: Carrossel (s/d) e O Homem da madrugada (1971), entre outras.
A. Tavares de Lacerda, poeta. obras: Desfile de cigarras (1944), Sô Lêxo (Poesia), entre outras.
A. Tito Filho (PI), escritor. Ref.: Membro da Academia Piauiense de Letras.
Aarão Garcia (1895, RJ-1967), poeta, humorista, pertenceu ao grupo literário de José do Patrocínio Filho. Obras: Alho, pimenta e cebola, Fim de ocaso (Poesia), Grito do nada (Poesia), Tulipas, trovas e trapos (Poesia), entre outras.
Aarão Rodrigues Fortes, poeta.
Abaeté Medeiros, ensaísta. Obras: José de Alencar (1929).
Abdias Moura [A. Cabral de M. Filho] (1930, PE-), romancista, cronista, ensaísta, diplomado em direito (1954) e sociologia (1964), jornalista, membro UBE-PE, Academia de Letras e Artes do Nordeste. Obras: O sumidouro do São Francisco (1985), A descoberta da harpa (1988), O evangelho do subdesenvolvimento (1990, ensaio), Os desamores de Benedicto (1992, romance), As sociedades no Planeta Terra (1997, ensaio), Memórias do século XX (2000).
Abdon Miranda, poeta.
Abel Beatriz Pereira, poeta.
Abel Costa, poeta.
Abel Pereira (RJ), poeta. Ref.: Poemas publicados no Jornal de Letras, 02-03/1985.
Abel Sidney de Souza, poeta.
Abel Silva (RJ), poeta. Ref.: Literatura Comentada - Poesia Jovem (anos 70), 1982.
Abel Vargas, poeta.
Abelardo Duarte (AL), escritor; membro da Academia Alagoana de Letras.
Abelardo Jurema, ficcionista; membro da Academia Brasileira de Literatura.
Abelardo Nunez (RJ), poeta. Obras: Anônima Germinação (1983), Cantigas de Amor (1985), entre outras.
Abeylard Pereira Gomes, poeta.
Abgar Renault [A. de Castro Araújo R.] (1901, MG-1995), escritor: poeta, ensaísta e tradutor, professor, educador e político. Nasce em Barbacena, em 15 de abril. Realiza os estudos em Belo Horizonte, onde começa a exercer o magistério: professor do Ginásio Mineiro, da UFMG e, no Rio, do Colégio Pedro II e da Universidade do Distrito Federal. Depois de se eleger deputado estadual por Minas Gerais exerce diversos cargos na administração estadual e federal, principalmente na área de educação. Contemporâneo de CDA, junta-se ao grupo surrealista moderno e participa do movimento modernista de Minas Gerais. Membro da ABL, Academia Mineira de Letras, Academia Municipalista de Letras de BH, Academia Brasiliense de Letras; do Instituto de Estudos Latino-Americanos da Universidade de Stanford, Califórnia, EUA, e presidente da Sociedade Brasileira de Cultura Inglesa de BH. Falece em 31 de dezembro, no Rio de Janeiro, RJ. Obras: Sonetos antigos (1968), A lápide sob a lua (1968, poesia), Sofotulafai (1971, poesia), A outra face da lua (1983, poesia), e diversas traduções, reunidas, em grande parte, em Poesia Tradução e Versão (1994).
Abguar Bastos, escritor. Obras: Os Cultos Mágicos Religiosos no Brasil (1981), entre outras.
Abiatar David de Souza Machado, poeta.
Abidal José Cafruni, poeta.
Abílio Kac, poeta.
Abílio Machado, poeta.
Abílio Manuel Guerra Junqueiro, poeta.
Abílio Mateus Júnior, poeta. Ref.: poema publicado na revista Dazibao, 1997.
Abimael Paiva Neto (BA), poeta. Ref.: Participação na antologia Escritores Brasileiros 1987.
Abinael Morais Leal (BA), poeta e colunista literário. Obras: Sussurros Poéticos da Cachoeira, em parceria com Carlos Silveira; entre outras.
Abraão Batista, poeta.
Abrahão Cost'Andrade, poeta.
Abrahim, poeta.
Abreu e Lima [José Inácio de A. e L.] (1796, PE-1869), militar, revolucionário, e escritor. Obras: Bosquejo Histórico, Político e Literário do Império do Brasil, As Bíblias Falsificadas, entre outras.
Achille Guido Picchi, contista e poeta. Ref.: Revista Escrita, nº 7, 1976.
Acir Ramos Porto (1961, RJ-), poetisa e formada em Comunicação Visual. Ref.: Participação na antologia Escritores Brasileiros 1985 e A Nova Poesia Brasileira 1983.
Aclyse de Matos (1958, MT-), poeta, contista e professor universitário. Obras: Assalto a Mão Amada e Outras Histórias Cantadas, entre outras.
Acyr Corrêa Leite Maya, poeta.
Acyr Seleme (SC), poeta. ref.: participação na antologia Estranhas Horas Azuis.
Ada Maria Cavalliere Prieto (SP), poetisa. Obras: Prieto (1983), entre outras.
Ada Vaz Cabeda (RS), poetisa e educadora. Ref.: Participação na antologia Escritores Brasileiros 1987.
Adaílton Medeiros, poeta, ligado a Poesia Práxis; membro da Academia Brasileira de Literatura. Obras: Poema ser Poética (1982), entre outras.
Adair Carvalhais Júnior, poeta.
Adair José (MG), poeta e colunista literário. Ref.: A Produção Independente na Literatura – Catálogo para o Movimento, 1982, e participação na antologia Novantologia.
Adair Koehler, poeta.
Adalberon Cavalcanti Lins (AL), escritor; membro da Academia Alagoana de Letras.
Adalberto Ferreira (1956, MT-), poeta, jornalista e militante político; participa da antologia A Arte Anda por Aí.
Adalberto Henrique Castelo Branco Rabelo Filho, poeta.
Adalberto Saturnino da Silva, poeta.
Adalgisa Botelho de Mendonça (MG), escritora; uma das subscritoras do Manifesto em Defesa do Livro e da Leitura, 1987.
Adalgisa Néri [A. Maria Feliciana Noel Cancela Ferreira N.] (1905, RJ-1980), poetisa, romancista e contista. Obras: A Mulher Ausente, A Imaginária, entre outras. Nasce em 29/10/1905, aos 16 anos casa-se com o poeta Ismael Néri, morto em 1934, um anos antes da publicação do primeiro livro Poemas (1935). Morre em 07/06/1980. Obras: A Imaginária (1959), Og (contos), Neblina (romance), As Fronteiras da Quarta Dimensão, Cantos de Angústia, Mundos Oscilante (poesias), entre outras.
Adaltiva Amarante Simões, poeta.
Adalto Alcântara Monteiro, poeta.
Adalzira Bittencourt [A. Cavalcanti de Albuquerque B.] (1904, SP-1976), advogada e escritora. Membro da Academia de Letras das Três Fronteiras, da União Brasileira de Escritores. obras: Dicionário Biobibliográfico de Mulheres Ilustres, Notáveis e Intelectuais, Mulheres e Livros (1948), A Mulher Paulista na História (1954), entre outras.
Adam Diógenes Vazzoler dos Santos, poeta.
Adams Almeida Lopes, poeta.
Adão Antônio dos Santos, poeta.
Adão Barbosa, poeta.
Adão Lopes, poeta.
Adão Luís da Silva Miranda, poeta.
Adão Nélson Zaruvne (PR), poeta e desenhista industrial. Ref.: Participação na antologia Escritores Brasileiros 1985.
Adão Ventura [A. V. Ferreira Reis] (1946, MG-), poeta, contista e advogado. Obras: Abrir-se um Abutre ou Mesmo Depois de Deduzir Dele o Azul, As musculaturas do Arco do Triunfo (1962), A Cor da Pele, entre outras.
Adão Wons, poeta.
Adauto de Souza Santos, poeta.
Adauto Elias Moreira, poeta.
Adazil Corrêa Santos, poeta.
Adeilton Jeremias, poeta.
Adeilton Oliveira de Queiroz, poeta.
Adeilton Vieira Muniz, poeta.
Adelaide Brandão, poeta.
Adelaide Câmara [A. Augusta C.] (1874, RN-1944), escritora e líder espiritualista; nasce em Natal. muda-se para o Rio de Janeiro onde conhece Bezerra de Menezes e tem inicio a sua atividade mediúnica.
Adelaide de Castro Alves Guimarães, poeta.
Adelaide do Vale, poeta.
Adelaide Peters Lessa, poeta.
Adelaide Rangel, poeta.
Adelaide Schloenbach Blumenschein, poeta.
Adelane Teixeira de Araújo, poeta.
Adelar  Finatto [Jorge A. F.](RS), poetisa. Ref.: A Produção Independente na Literatura – Catálogo para o Movimento, 1982, e poema publicado na revista alternativa Maçaneta, nº 1, 1984.
Adele Weber, poeta.
Adelfo Poli Monjardim (CE), romancista. Obras: Os Imigrantes (1981), entre outras.
Adelgicio de Paula (MG), poeta. Ref.: Participação na antologia Escritores Brasileiros 1987.
Adélia Fonseca, poeta.
Adélia Josefina de Castro Fonseca (1827, BA-1920), poetisa. Sua produção poética está esparsa por diversos periódicos baianos.
Adélia Maria Woellner (PR), poetisa. Obras: Encontro Maior (1982), entre outras.
Adélia Prado [A. Luiza P. de Freitas] (1935, MG-), poetisa. Nasce em 13/12/1935, na cidade de Divinópolis; formada em Filosofia.  Obras: A Lapinha de Jesus (1971), O Pelicano, Bagagem (1976), Laços para um Vitral (1980), Terra de Santa Cruz (1984), Os Componentes da Banda (1985), Manuscrito de Felipa (1999, prosa), Oráculo de Maio (1999), e O  Coração Disparado (1978), obra ganhadora do Prêmio Jabuti da Câmara Brasileira do Livro, categoria poesia; entre outras.
Adélia Victória Ferreira, poeta.
Adelina Lopes Vieira, poeta.
Adelino Brandão (SP), contista. Ref.: Participa do livro Os Pensionistas, antologia de 1987, e vence o Concurso Nacional de Contos da Academia Botucatuense de Letras.
Adelino Fontoura [A. F. Chaves] (1859, MA-1884), poeta, jornalista e ator; patrono da Cadeira 1 da ABL. Nasce em 30 de março, em  Axixá; conclui o primário aos dez anos e começa a trabalhar no comércio. Durante dois anos manteve contato com Artur Azevedo. Os dois começam uma amizade. Azevedo vai para o Rio de Janeiro e Fontoura alista-se em Pernambuco, e passa a colaborar com o satírico Os Xênios. Depois da prisão por causa de um papel que representa no Maranhão, em 1876, muda-se também para o Rio, e passa a trabalha no jornal Folha Nova; em seguida no recém fundado O Combate, no qual publica muito de seus poemas. Em 1880, Azevedo o chama para ser seu companheiro no jornal A Gazetinha. Adelino Fontoura vive uma paixão não correspondida e sentindo-se doente, decide ir para a Europa. Em 1883, como representante da Gazeta da Tarde, parte para Paris, onde esperava encontrar melhoras para a saúde, mas depara com o inverno europeu; viaja para Lisboa, onde veio a falecer em 02 de maio. Após a sua morte foram feitas várias tentativas para reunir a obra dispersa e em 1955, saiu o volume Dispersos, organizado por Múcio Leão.
Adelino Magalhães (1883-1969), romancista e contista. Obras: Visões, Cenas e Perfis e Tumulto, entre outras.
Adelir Machado, poeta.
Adelmar Lyra, poeta.
Adelmar Tavares [A. da Silva Cavalcanti T.] (1888, PE-1963), poeta, professor, jurista e magistrado; membro da ABL. Nasce no Recife, ingressa na Faculdade de Direito da capital pernambucana e cola grau em 1909. Ainda estudante, começa a colaborar na imprensa como redator do Jornal Pequeno. Em 1910, muda-se para o Rio, e ocupa importantes cargos: professor de Direito Penal, promotor público, curador de resíduos e testamentos, e de órfãos; advogado do Banco do Brasil, desembargador da Corte de Apelação do Distrito Federal e presidente do Tribunal de Justiça. Continuava colaborando na imprensa, e seu nome se torna conhecido no setor da trova, sendo considerado, o maior cultor desse gênero poético no Brasil. Obras: Descantes, (1907, trovas), Trovas e trovadores (1910, conferência), Luz dos meus olhos, Myriam (1912, poesia), A poesia das violas (1921, poesia), Noite cheia de estrelas (1925, poesia), A linda mentira (1926, prosa), Poesias (1929), Trovas (1931), O caminho enluarado (1932, prosa), A luz do altar (1934, poesia), Poesias escolhidas (1946), Poesias completas (1958); e várias obras jurídicas.
Adelmário Sampaio, poeta.
Adelmo Genro Filho (RS), poeta e ensaísta. Obras: Marxismo, Filosofia Profana (1986), entre ouras.
Adelmo Oliveira, poeta.
Adelmy Cabral Neiva, escritor; membro da Academia Brasileira de Literatura.
Adelson Aprígio Filgueira, poeta.
Adelto Gonçalves [A. Rodrigues G.], romancista. Obras: Os Vira-latas da Madrugada (1981), entre outras.
Ademar Cardoso de Souza, poeta.
Ademar Jesus da Silva (PR), poeta. Ref.: Poema publicado no Galope Poético, nº 27, editado por Jurandir Schmidt.
Ademar Macedo, poeta.
Ademar Paiva (?,PA-1988), professor de literatura, escritor, poeta e trovador. Ref.: Participação no livro Antologia da Trova Escabrosa, entre outras.
Ademar Pinto de Sousa (1954, BA), poeta. Ref.: Participação na antologia Escritores Brasileiros 1987, entre outras.
Ademar Ribeiro, poeta. Obras: O Céu e a Dúvida (1975), entre outras.
Ademir Antônio Bacca, poeta.
Ademir Assunção (PR), poeta e jornalista. Obras: Brasil e Outros Trabalhos (1979), entre outras.
Ademir de Ornelas Cipriano (RJ), poeta, coordenador da antologia Sementes do Amanhã II.
Ademir Demarchi, poeta.
Adenauer Marinho de Oliveira Góes Junior, poeta.
Adenildo Miranda da Silva, poeta.
Aderbal de Carvalho, crítico literário. Obras: Esboços Literários, entre outras.
Aderbal Jurema (PE), poeta, ensaísta, romancista e político; membro da Academia Pernambucana de Letras. Obras: Os Vivos (1982), entre outras.
Aderson Ulrico de Oliveira, poeta.
Adhemar Paulo de Almeida, poeta.
Adiar Aguiar Silva, poeta.
Adik Magalnik, poeta.
Adilce Jaqueline Bicalho, poeta.
Adília de Albuquerque Moraes (1874, CE-1942), escritora e professora; com obras esparsas na imprensa de seu estado natal.
Adilson Abelha, poeta.
Adilson Antônio Schawartz (1967, SC), poeta. Ref.: Participação na antologia Escritores Brasileiros 1985.
Adilson Cabral, poeta.
Adilson Luiz Gonçalves, poeta.
Adilson Marcel Pivanti, poeta.
Adilson Piazza, poeta.
Adilson Vilaça [A. V.de Freitas] (1956, MG-), poeta e contista. Obras: A Possível Fuga de Ana dos Arcos, Esperidião e Outras Criaturas, e participação na antologia Poesias – Movimento Literário Universitário, do DCE-Ufes, 1979.
Adinoel Mota Maia (BA), poeta. Ref.: A Produção Independente na Literatura – Catálogo para o Movimento, 1982.
Adir Aguiar, poeta.
Adivair Augusto Francisco, poeta.
Admário Luís (1948, MA-), poeta, romancista e contista. Obras: Entre Ladeiras e Quadras, Momentos, Passageiros da Esperança, Rua do Curral Velho, Vale do Sol, entre outras.
Adnicio Bortolatto (SC), artista plástico e poeta. Ref.: Participação na antologia Escritores Brasileiros 1987.
Adolfo Boiça Moinhos, poeta.
Adolfo Braga Trigueiro, poeta.
Adolfo Caminha [A. Ferreira C.] (1867, CE-1897), crítico literário e jornalista. Obras: O Bom Crioulo, Cartas Literárias, A normalista, entre outras.
Adolfo Casais Monteiro, poeta.
Adolfo Macedo, poeta.
Adolfo Maurício Pereira, poeta.
Adolfo Maurício, poeta.
Adolfo Simões Muller, poeta.
Adolfo Vilela [A. V. de Miranda] (1925, MT-), poeta. Obras: Lixeira – da Árvore o nome do Bairro.
Adolpho J. Machado, poeta.
Adonai Rocha, poeta.
Adonias Filho [A. Aguiar F.] (1915, BA-1990), jornalista, crítico, ensaísta e romancista; membro da ABL. Nasce na Fazenda São João, em Ilhéus, em 27 de novembro, Filho de Adonias Aguiar e de Rachel Bastos de Aguiar. Faz o curso secundário em Salvador, concluindo-o em 1934, quando inicia no jornalismo. Transfere-se, em 1936, para o Rio de Janeiro, onde colabora com o Correio da Manhã. Crítico literário dos Cadernos da Hora Presente (1937); A Manhã (1944-1945); Jornal de Letras (1955-1960); e Diário de Notícias (1958-1960). Nomeado diretor da Editora A Noite (1946-1950); diretor do Serviço Nacional de Teatro (1954); diretor da Biblioteca Nacional (1961-1971). eleito vice-presidente  e presidente da ABI (1966 e 1972, respectivamente); membro do Conselho Federal de Cultura (1967-1973) e presidente do Conselho Federal de Cultura (1977-1990). Integra o grupo que, a partir de 1945 - terceira fase do Modernismo - se inclina para um retorno a certas disciplinas formais. Falece em 2 de agosto. Obras: Renascimento do homem (1937), Tasso da Silveira e o tema da poesia eterna (1940), Memórias de Lázaro (1952), Jornal de um escritor (1954), Modernos ficcionistas brasileiros (1958), Cornélio Pena - crítica (1960), Corpo vivo (1962), História da Bahia (1963), O bloqueio cultural (1964), O forte (1965), Léguas da promissão (1968), O romance brasileiro de crítica (1969), Luanda Beira Bahia, (1971), O romance brasileiro de 30 (1973), Uma nota de cem (1973), As velhas (1975), Fora da pista (1978), O Largo da Palma (1981), Auto de Ilhéus (1981), Noite sem madrugada (1983).
Adory Otoniel da Cunha Filho, poeta.
Adreson Vilson Vita Sá, poeta.
Adrian Ribeiro Machado, poeta.
Adriana Abdneur, poeta.
Adriana Abuassi, poeta.
Adriana Bersiani, poeta.
Adriana Bezerra d'Amorim, poeta.
Adriana Bizotto, poeta.
Adriana Cantor Cono (1970, SP-), poetisa. Ref.: Participação na antologia Escritores Brasileiros 1987.
Adriana Coelho Prates, poeta.
Adriana Cristina Razia, poeta.
Adriana de Almeida Galvão (PB), poetisa. Ref.: Poema publicado no alternativo A Toca do (meu) Poeta, nº 10.
Adriana de Carvalho Matielo, poeta.
Adriana Elias Josende
Adriana Engelbart, poeta.
Adriana Lustosa, poeta.
Adriana Marins, poeta.
Adriana Marques dos Santos, poeta.
Adriana Moraes, poeta.
Adriana Paone, poeta.
Adriana Ribeiro Vieira, poeta.
Adriana Ruella, poeta.
Adriana Santos Auzani, poeta.
Adriana Simeão Ferreira, poeta.
Adriana Zapparoli, poeta.
Adriane Rocha (MT), poetisa. Obras: Pátria sem-terra (2004), entre outras.
Adriano Albuquerque Gomes, poeta.
Adriano Aragão [A. A. Freitas] (DF), contista e poeta. Obras: As Três Faces da Esfinge (1985) e ref.: A Produção Independente na Literatura – Catálogo para o Movimento, 1982.
Adriano Barbosa, jornalista, autor do livro Violência – Do Esquadrão ao Mão Branca (1981).
Adriano Costa, poeta.
Adriano Espinola, poeta.
Adriano Garib, poeta.
Adriano Moreira, poeta.
Adriano Ribeiro Machado, poeta.
Adriano Spínola (CE), poeta. Obras: Trapézio (1984), entre outras.
Adrião Neto, poeta.
Adrienne Kátia Savazoni Morelato, poeta.
Adrilelle Maia Lima, poeta.
Adry Araújo (AM), contista. obras: Nos Contos Escuros do Medo (1981), entre outras.
Aécio Cândido (RN), poeta. obras: Poemas Hemorrágicos (1984), entre outras.
Aecio Kayffmann, poeta.
Affonso Ávila, poeta.
Affonso Manta, poeta.
Afif Jorge Simões Filho, poeta gaúcho. Ref.: Prêmio Revelação no concurso  Prêmio Apesul Revelação Literatura 78. [q]
Afif Jorge Simões Filho, poeta.
Afonso Alves [A. H. R. A.] (MT), poeta e estudioso das artes. Ref.: participação na publicação Estação Leitura, 8.
Afonso Arinos de Melo Franco (1868, MG-1916), político, jurista, professor, contista; considerado um dos introdutores do regionalismo no conto brasileiro. Obras: Pelo Sertão (1898), Os Jagunços (1898), Notas do Dia (1902), entre outras.
Afonso Arinos de Melo Franco (1930, MG-), diplomata e jornalista; membro da ABL. Obras: Primo Canto, Três Faces da Liberdade, Atrás do Espelho, Introdução a Brasil – Holandês e Tempestade no Altiplano, entre outras.
Afonso Arinos de Melo Franco [Sobrinho] (1905, MG-1990), jurista e político; um dos autores do Manifesto dos Mineiros, que acelera a queda de Vargas e a autor da Lei contra a Discriminação Racial. Obras: O País Que Nós Queremos e Um Estadista da República, entre outras.
Afonso Augusto Borges Filho, poeta.
Afonso Ávila, poeta e ensaísta. Obras: O Poeta e a Consciência Crítica (1969), Código de Minas & Poesia Anterior (1969), Código Nacional de Trânsito (1972), Cantaria Barroca (1975), O Visto e o Imaginado (1990), obra ganhadora do Prêmio Jabuti da Câmara Brasileira do Livro, categoria poesia.
Afonso Brito, poeta.
Afonso Celso [A. C. de Assis Figueiredo Júnior] (1860, MG-1938), historiador, romancista e poeta. Obras: Por que Me Ufano do Meu País e Oito Anos de Parlamento, entre outras.
Afonso Cláudio, escritor baiano, autor do livro Insurreição do Queimado (1980).
Afonso Eanes de Cotom, poeta.
Afonso Félix de Sousa (1925, GO-), poeta, integrante da Geração de 45. Obras: O Túnel (1947), As Engrenagens do Belo (1981), Chão Básico & Itinerário Leste (1983), Rio das Almas, Rapsódia Dramática (1984), entre outras.
Afonso Fortuna (RJ), poeta. Obras: O Eu Esfacelado (1985), entre outras.
Afonso Galvão Ferreira, poeta. Ref.: Almanaque – Cadernos de Literatura e Ensaio 6/1978.
Afonso Henriques Neto (1944, MG-), poeta, professor, redator e advogado. Nasce em Belo Horizonte. Obras: O Misterioso Ladrão de Tenerife, (1972) em pareceria com Eudoro Augusto; Restos & Estrelas & Fraturas (1975), Ossos do Paraíso (1981), Tudo Nenhum (1985), Avenida Eros (1992), Abismo com Violinos (1995), Eles Devem ter Visto o Caos (1998), entre outras.
Afonso Ivo Vieira de Vasconcelos, poeta.
Afonso José Santana, poeta.
Afonso Jr. Ferreira de Lima, poeta.
Afonso Lima, poeta.
Afonso Lopes Vieira, poeta.
Afonso Meendez de Beesteiros, poeta.
Afonso Pena Jr. [A. Augusto Moreira P. J.] (1879, MG-1968), advogado, professor, político e ensaísta; membro da ABL. Obras: A educação pelo escotismo, A Arte de furtar e o seu autor, ensaio, Crítica de atribuição de um manuscrito da Biblioteca da Ajuda, entre outras.
Afonso Ricardo de Oliveira, poeta.
Afonso Romano de Santana (1937, MG-), poeta, crítico literário, ensaísta e professor. Obras: Carlos Drummond de Andrade: Analise da Obra, O Canibalismo Amoroso, Que País é Este?, Análise Estrutural de Romances Brasileiros, Música Popular e Moderna Poesia Brasileira, Vestígios (2005), entre outras.
Afonso Schmidt (1890, SP-1964), poeta e romancista. Obras: Colônia Cecília (1942), Garoa, Curiango e A Locomotiva, entre outras.
Afonso Taunay [A. d’Escragnolle T.] (1876, SC-1958), professor, historiador, ensaísta, biógrafo, romancista, tradutor, lexicógrafo; membro da ABL. Obras: Leonor de Ávila, romance brasileiro seiscentista, A vida gloriosa e trágica de Bartolomeu de Gusmão, biografia, Escritores coloniais (1925), São Paulo nos primeiros anos (1920), História geral das bandeiras paulistas (1924-1936) entre outros.
Afonso Vicente Ferreira, poeta.
Afrânio Garcia, poeta.
Afrânio Peixoto [Júlio A. P.] (1867, BA-1947), médico legista, político, professor, crítico, ensaísta, romancista, historiador literário; membro da ABL. Obras: Rosa mística, A esfinge, Minha terra e minha gente, Poeira da estrada, Trovas brasileiras e Panorama da literatura brasileira, entre outras.
Afrânio Zucollotto, poeta. ref.: Participação na Revista Brasileira de Poesia e Crítica, 11/1984.
Afrânio Coutinho [A. dos Santos C.] (1911, BA-), crítico. Obras: Enciclopédia da Literatura Brasileira, entre outras.
AG Jacobsen, poeta.
Agamenon Almeida de Sousa (BA) professor, letrista e poeta; autor do livro As Bicicletas Voltam ao baile, participa da antologia A nova poesia brasileira 1985, entre outras.
Ágatha Mesquita dos Santos, poeta.
Age Carvalho (PA), poetisa. Obra: Arquitetura dos Ossos (1981).
Agenor Aires Silva, poeta; membro da Academia de Letras, Cultura e Artes do Centro-Oeste.
Agenor Campos, poeta.
Agenor Gonzaga, poeta.
Aggêo Simões, poeta.
Agildo Monteiro, ficcionista. Obras: As Paisagens Mortas (1980), entre outras.
Aglaêda Facó, ensaísta. Obras: Guimarães Rosa: do Ícone ao Símbolo (1983), entre outras.
Aglaia Costa de Sousa (DF), poetisa. Obras: Contos e Poemas, entre outras.
Agmar Murgel Dutra, poeta.
Agnaldo de Almeida Lima, poeta. Obras: Sonho no Alvorecer (1987), entre outras.
Agnaldo Marcelino Gomes (BA), professor e poeta. Ref.: Participação na antologia Escritores Brasileiros 1987, entre outras.
Agnaldo Pereira, poeta.
Agnaldo Rodrigues (MT), contista e ensaísta. Obras: A Penumbra (2004, contos), Ensaios de Literatura Comparada (2004), em parceria com Isaac Newton Almeida Ramos; entre outras.
Agnaldo Xavier Furtado, poeta.
Agnelo Campos (SP), poeta e contista. Ref.: Premiado no Concurso Nacional de Contos Sudameris 1984 com o conto O Lobo Amarelo.
Agnelo Régis, contista e poeta. Ref.: Revista Escrita, nº 7, 1976.
Agostina Akemi Sasaoka, poetisa.
Agostinho Costa, poeta.
Agostinho da Conceição Rodrigues Filho, poeta.
Agostinho da Silva, poeta. ref.: Participação na Revista Brasileira de Poesia e Crítica, 11/1984.
Agostinho Macedo, ficcionista. Ref.: Participação no livro Novos Contistas, da Livraria Francisco Alves Editora.
Agostinho Moreira da Costa, poeta.
Agostinho Rodrigues (RJ), poeta e romancista. Ref.: Poema publicado no Galope Poético, nº 23, editado por Jurandir Schmidt.
Agrário de Sousa Menezes (1834-1863), arrolado entre os poetas menores do Romantismo brasileiro, por Nélson Werneck Sodré.
Agripino Grieco (1888, RJ 1973), poeta, crítico e polemista. Obras: Evolução da Poesia Brasileira, entre outras.
Águia Mendes (PB), poeta. Obras: Jardim da Infância (1981), entre outras.
Aguinaldo da Cruz (RS), poeta. Ref. Participa da obra Salvaguardas Poéticas (1984), do Centro Cultural José Hernandez.
Aguinaldo José Franciscani, poeta.
Aguinaldo Roberto Lago, poeta.
Aguinaldo Silva, teatrólogo, ficcionista, roteirista e ensaísta. Obras: Brasil Dourado (1982), Lili Carabina, O Inimigo Público, entre outras.
Aguinilson José Mendes de Souza, poeta.
Aída Coutinho, poetisa.
Aída Godinho, poetisa.
Aída Mascarenhas Campos (SE), poetisa. Obras: Um Caramujo no Horizonte Azul (1981), entre outras.
Áida Varela, poeta.
Aidenor Aires, poeta.
Aider Cruz de Oliveira, poeta.
Aila Magalhães, poeta.
Ailka Dantas, poeta.
Ailton Bedani, poeta.
Ailton Rodrigues Santana (BA), poeta. Obras: O Beijo em Roberto Carlos (1985), entre outras.
Ailton Santos (SP), poeta. Obras: Breviário da Fonte (1980), entre outras.
Ailton Segura (SP), poeta e jornalista em Mato Grosso. Ref.: Participação no 1º EdiçãoArte.
Aimberê César, poeta.
Airas Nunes, poeta.
Airas Peres Vuituron, poeta.
Aires da Mata Machado Filho, escritor; laureado com o Prêmio Machado de Assis, pelo conjunto da obra, concedido pela ABL, em 1981. obras: Crítica de Estilos (1956), A Palavra de Ouro (1981), entre outras.
Airton Christovam Santos (1931, RJ-), professor, romancista, contista e poeta satírico. Ref.: Participação no livro Antologia da Trova Escabrosa, entre outras.
Airton Cilon, poeta.
Airton dos Reis Jr. (1965, MT-), formado em Geografia, poeta e cronista; autor de Ensaio Ecológico, entre outras.
Airton Garcia de Lima, ficcionista. Obras: Sábado à Noite na Capital (1980), entre outras.
Airton Guimarães, ficcionista. Ref.: integra a série Minas de Livros (1985).
Airton Monte (CE), poeta. Ref.: A Produção Independente na Literatura – Catálogo para o Movimento, 1982.
Airton Pereira da Silva, poeta. ref.: Participação na coletânea 3º Torneio Nacional da Poesia Falada, 1970.
Airton Pires, poeta.
Airton R. de Oliveira (RJ), poeta. Obras: O Féretro dos Vivos (1983), entre outras.
Airton Toledo, poeta. Um Dia a Autenticidade... (1981), Se Eu Fosse Poeta, entre outras.
Aji Strauss, poeta.
Akemi Waki [Aparecida A. W.] (SP), poetisa e jornalista. Obras: Vida Substantivo Feminino (1984), entre outras.
Akira Escobar, poeta.
Alaíde Brandt (MG), poetisa. Ref.: Poema publicado no Galope Poético, nº 27, editado por Jurandir Schmidt.
Alaíde Lisboa de Oliveira (1905, MG-?), escritora, professora e política; membro da Academia Mineira de Letras. Obras: Ensino de Língua e Literatura, Bonequinha Preta, Gato que te Quero Gato, entre outras.
Alan Borges [A. Cardec B.] (MT), poeta, contista e funcionário público. Ref.: participação na publicação Estação Leitura, 08.
Alan Cláudio de Araujo, poeta.
Alan Viggiano (1932-), poeta.    
Alana Cristina Silva Quintanilha, poeta.
Alana Santos da Silva, poeta.
Alandra Lobo, poeta.
Alano Carvalho Soares, poeta.
Alaor Barbosa (GO), romancista. Obras: O Exílio e a Glória (1980), Os Rios da Coragem (1986), entre outras.
Alaor Eduardo Scisinio, poeta e contista. Obras: Um Sertão Diferente (1983), Doce de Pedra (1984), Crônica que Te Quero Conto (1986), entre outras.
Alaor Eduardo Scisínio, poeta.
Alaor Ernst Schein, poeta.
Alaor Magre, poeta.
Alaor Tristante Júnior, poeta.
Alba Christina Campos Netto, poeta.
Alba Granja Medeiros, poetisa.
Alba Helena Corrêa, poeta.
Albano Martins, poeta.
Albano Paulo de Paiva, poeta.
Alben Nisio Fonseca, poeta.
Albertina Diniz, escritora, filha de Francisca Senhorinha da Mota Diniz, escritora, jornalista e educadora.
Albertina Maciel de Lagos, poeta.
Albertina Moreira Pedro (RS), poetisa. Ref.: Participa da antologia Poesia Mulher (1983).
Albertina Moreira Pedro, poeta.
Alberto Albuquerque Silva do Valle
Alberto Amoêdo, poeta.
Alberto Barroca (MG), contista. Obras: O Apito Final (1981), entre outras.
Alberto Belchote, poeta.
Alberto Beutenmüller, poeta e jornalista. Obras: Críticos x Artistas (1983).
Alberto Cardoso, poeta.
Alberto Carmo, poeta.
Alberto Carvalho, poeta.
Alberto Centurião (SP), poeta. Ref.: Participa das antologias Sangra:Cio e Reis Magros, do Movimento Sala 17 (PR).
Alberto Cunha Melo (PE), poeta. Obras: Soma dos Sumos, entre outras.
Alberto Cunha, romancista; considerado o introdutor da charqueada como tema na ficção nacional.
Alberto da Costa e Silva (1931, SP-), diplomata, poeta, professor, ensaísta, historiador, e memorialista; membro da ABL. Obras: O parque e outros poemas, O tecelão, Livro de linhagem, As linhas da mão, As relações entre o Brasil e a África Negra, de 1822 à 1° Guerra Mundial, O vício da África e outros vícios e Guimarães Rosa, poeta, entre  outras.
Alberto da Cunha Melo, poeta.
Alberto de Lacerda, poeta.
Alberto de Oliveira [Antônio Mariano A. de O.] (1857, RJ-1937), escritor: poeta parnasiano e professor. Nasce em Palmital do Saquarema, a 28 de abril. Faz os estudos primários em escola pública na vila de N. S. de Nazaré de Saquarema. Depois cursa Humanidades, em Niterói. Diploma-se em Farmácia, em 1884, e cursa Medicina, por três anos até que abandona para exercer funções públicas. De 1893 a 1898, ocupa o cargo de diretor geral da Instrução Pública do Rio de Janeiro. No Distrito Federal, leciona na Escola Normal e Escola Dramática. Casa-se em 1889, em Petrópolis, com a viúva Maria da Glória Rebello Moreira, de quem teve um filho, Artur de Oliveira. Membro fundador da ABL. Falece em 19 de janeiro, em Niterói. Obras: Canções românticas (1878), Meridionais (1884), Sonetos e Poemas (1885), Versos e Rimas (1895), Poesias completas, 1a série (1900), Poesias, 2a série (1906), Poesias, 2 vols. (1912), Poesias, 3a série (1913), Poesias, 4a série (1928), Poesias escolhidas (1933), Póstumas (1944).
Alberto de Souza Rocha, poeta.
Alberto Faria (1869, RJ-1925), jornalista, professor, crítico, folclorista e historiador; membro da ABL. Nasce no Rio de Janeiro, em 19/10. Faz o primário e o secundário no interior de São Paulo. Aos 12 anos, redige o jornalzinho O Arauto e, aos 14, funda, na cidade de São Carlos, A Alvorada. Em 1889, fixa-se em Campinas, onde exerce o jornalismo. Funda O Dia, em 1894, e escreve para o Correio de Campinas, tornando-se seu diretor entre 1895 e 1896. Em 1897, lança a Cidade de Campinas, por ele dirigida até 1904. Polemista, manteve em todos os jornais debates e discussões com escritores da época. Em 1901, presta concurso para a cadeira de Literatura, no Ginásio de Campinas. Destaca-se também como crítico e historiador de cunho erudito ao lançar mão dos processos de investigação e análise aplicados à literatura, para a decifração de problemas intrincados de autoria ou datação de obras. Orienta seus estudos para a crítica externa e interna das obras e da história literária. Foi um dos primeiros críticos brasileiros a se preocupar com o estabelecimento dos textos ou da autoria, a descoberta de influências, datas e fontes, e com a análise de formas e temas. Obras: Cartas chilenas (1913, crítica), Aérides (1918, crítica e folclore), Acendalhas (1920, literatura e folclore), Discurso de recepção, em Discursos acadêmicos, vol. IV; numerosos trabalhos na Revista da ABL; Almanaque Garnier, Revista do Brasil, Revista de Língua Portuguesa, Revista do Arquivo Mineiro. Falece em Paquetá, Rio de Janeiro, em 08/09.
Alberto Fernando Bastos, poeta.
Alberto Gattoni, poeta.
Alberto Harrigan, poeta. Ref.: O Que é Poesia Marginal, de Glauco Mattoso.
Alberto Kennedy R. Freire, poeta.
Alberto Lins Caldas, poeta.
Alberto Lisboa Cohen, poeta.
Alberto Luís, poeta.
Alberto Marsicano, poeta.
Alberto Martins, ficcionista infanto-juvenil. Obras: Goeldi (1996), obra ganhadora do Prêmio Jabuti da Câmara Brasileira do Livro, categoria infantil.
Alberto Murata, poeta.
Alberto Osório de Castro, poeta.
Alberto Pucheu, poeta.
Alberto Ramos, poeta.
Alberto Rangel [A. do Rego R.] (1871, PE-1945), engenheiro militar e escritor. Obras: Fora de Forma e Inferno Verde, entre outras.
Alberto Sabioni Filho, poeta.
Alberto Samú, poeta.
Alberto Tadeu dos Santos, poeta.
Alberto Tibério V. Coimbra, poeta.
Alberto Torres [A. de Seixas Martins T.] (1865, RJ-1917), político e jornalista. Obras: O Problema Nacional Brasileiro e Organização Nacional.
Alberto Valle, poeta.
Alberto Victor F. Cintra, poeta.
Albino Gonçalves Ramos, ficcionista. Obras: Ainda Acontece, obra agraciada com menção honrosa no Concurso Fernando Chinaglia 1981, da UBE; entre outras.
Albino Sete (SP), poeta. Obras: Estação Silêncio (1981), em parceria com Gelson Duarte Barbosa.
Alcântara Machado, ensaísta, autor do livro Vida e Morte do Bandeirante (1930), entre outras.
Alcântara Silveira (SP), ensaísta; membro da Academia Paulista de Letras. Obras: Gente da França (1947), Estudos Literários e Biográficos (1981), entre outras.
Alcenor Candeia, poeta.
Alceu Amoroso de Lima (1893, RJ-1983), jornalista, pensador e crítico. Obras: Introdução à Literatura Brasileira, entre outras.
Alceu Brito Corrêa, poeta.
Alceu M. Denes, poeta.
Alceu S. Santinho, poeta.
Alceu Wamosy (1895, RS-1923), poeta. Obras: Poesias, que reúne todos os seus versos.
AL-Chaer, poeta.
Alci C. Sousa, poeta. Ref.: citado por Moacy Cirne, in Vanguarda: um Projeto Semiológico, 1975.
Alci Ribeiro Souto Maior, poeta.
Alcides Buss (1942, SC), poeta e professor de literatura. Obras: Ahsim, Círculo Quadrado, O Bolso ou a Vida?, O Homem e a Mulher, O Homem sem o Homem (1983), Segunda Pessoa, entre outras.
Alcides Maia [A. Castilho M.] (1878, RS-1944), jornalista, político, contista, romancista e ensaísta; membro da ABL. Obras: Pelo futuro, O Rio Grande independente, Através da imprensa (1898-1900), Machados de Assis - Algumas notas sobre o humour e O gaúcho na legenda e na história, entre outras.
Alcides Vilaça, poeta. Obras: O Tempo e Outros Remorsos, Viagem de Trem, entre outras
Alcides Werk, poeta.
Alciene Ribeiro Leite (MG), contista. Obras: João Nosso de Toda Hora (1982), entre outras.
Alcienne, poeta.
Alciléa Pinto Cunha (RJ), contista. obras: Sexo e Orgasmo em 4.075 (1983), entre outras.
Alcina Leite Pindaíba (1864, AL-1934), poetisa, professora pública, depois agente dos Correios. Obras: Campesina (1888) e outras inéditas.
Alcindo Guanabara (1865, RJ-1918), jornalista e político, membro fundador da ABL. Obras: Amor, História da revolta de 6 de setembro de 1893, A presidência Campos Sales 1898-1902, Discursos fora da Câmara e Pela infância abandonada e delinqüente no Distrito Federal, entre outras.
Alcinéia da Conceição, poeta.
Alcione Araújo (RJ)     
Alcione Maria Madureira, poeta.
Alcione Wanda de Bonhomme
Alciones Diniz, poeta.
Alcir Chácar, poeta.
Alcir de Melo Pimenta, poeta.
Alcir Jesus Monteiro de Sousa, poeta.
Alckmar Luiz dos Santos, poeta.
Alda (MG), poetisa. Obras: Vislumbres, Fotos de uma Vila Rica Vilipendiada, entre outras.
Alda Corrêa Mendes Moreira, poeta.
Alda do Espírito Santo, poeta.
Alda Ghisolfi (RS), poetisa. Ref.: poesia  incluída na antologia Geração 80 (1984), organizada por M. G. Bordini e R. Zilberman.
Alda Lara, poeta.
Alda Paulina Selbach Borges, poeta.
Alda Pereira da Fonseca (1882, RJ-?), poetisa, romancista, contista, escritora científica e cientista. Forma-se na escola Normal, depois dedica-se ao estudo da botânica. Obras: Reflorestamento dos Morros e Subúrbios, A Laranjeira – Cultura e Expansão Comercial (na área científica); Museu Escolar (poesia), Contos de Outrora e de Hoje (contos), Eterno Segredo (romance), entre outras. 
Aldair Aparecida Ferreira, poeta.
Aldelina Nunes de Queiroz, poeta.
Aldemira Assis Drago (PA) professora universitária e poeta. Ref.: Participação na antologia Escritores Brasileiros 1985.
Aldina de Carvalho Soares, poeta.
Aldir Blanc (1946,RJ-), poeta, cronista e letrista. Obras: Porta de Tinturaria (1981), entre outras.
Aldir Garcia Schlee, contista. Ref.: Classificado em 3º lugar na 1ª Bienal Nestlé de Literatura, com a obra Contos de Sempre.
Aldo Aguiar, poeta.
Aldo Barreto Nogueira, poeta.
Aldo César Frota Vasconcelos (1966, RJ-), poeta. Ref.: Participa das Antologias Escritores Brasileiros 1985 e da Nova Literatura Brasileira 1984.
Aldo Defino, escritor; patrono da Academia Mineira de Letras.
Aldo Gusmão, poeta.
Aldo Moraes, poeta.
Aldo Novak, poeta.
Aldo Porto, poeta.
Aldo Roberto (MG), ator de teatro e narrador de cinema, escreve poesias e participa da antologia A Praça é do Povo.
Aldo Silva Júnior, poeta.
Aldo Soares (SP), poeta.
Aldo Trapassi Júnior, poeta.
Aldo Val, poeta.
Aldy Maingué, poeta.
Alê Lima, poeta.
Aleilton Fonseca, poeta.
Aleixo Leite Filho, poeta e cronista. obras: Missão do Amanhecer (1980), Mangação do Pajeú, Um Rastro de Pedra, entre outras.
Alencar e Silva (AM), poeta e editor. Ref.: Notícia publicada no alternativo Taturana,  47, 1987, editado por Cláudio Feldman.
Alencar Filho (SE), cronista. Obra: Aracaju Etc. & Tal (1981).
Alessandra Cezarini Araújo, poeta.
Alessandra Fernandes da Silva, poeta.
Alessandra Von Alcântara (CE), poetisa. Ref.: A Produção Independente na Literatura – Catálogo para o Movimento, 1982.
Alessandro Lima, poeta.
Alessandro Ramos, poeta.
Alessandro Rosa, poeta.
Alessandro Samartin, poeta.
Alessio Vianello, poeta.
Alex Brondani, poeta.
Alex Cabistani, poeta.
Alex de Almeida (1935, SP-), publicitário, teatrólogo e cineasta, autor de livros.
Alex de Andrade, poeta.
Alex Fleming, poeta. Obras: Poemas Numéricos (1979), entre outras.
Alex Flemming, poeta.
Alex Fraga, poeta.
Alex Lopes, poeta.
Alex Polari (RJ), poeta. Obras: Inventário de Cicatrizes (1978), Camarim de Prisioneiro (1980), entre outras. Ref.: Literatura Comentada - Poesia Jovem (anos 70), 1982.
Alex Polari de Alverga, poeta.
Alex Reis, poeta.
Alex Ribeiro, poeta.
Alex Sakai [A. Gomes S.] (SP), poeta. Obras: Caosurbanocromia, entre outras.
Alex Vallauri, poeta.
Alexander Pacheco Rebello, poeta.
Alexandre Acampora, poeta.
Alexandre B. Lydia, poeta.
Alexandre Bairos de Medeiros, poeta.
Alexandre Barros Castro, poeta.
Alexandre Bollmann, poeta.
Alexandre Brito, poeta.
Alexandre Caetano, poeta.
Alexandre Carvalho, poeta.
Alexandre da Costa, poeta.
Alexandre da Silva Santos, poeta.
Alexandre de Gusmão (1695, SP-1724), político em Portugal. Nasce em Santos, mas passa a vida na Europa. Irmão de Bartolomeu de Gusmão. Autor de trabalhos literários.
Alexandre Fernandes Araújo Filho, poeta.
Alexandre Ferreira Marinho, poeta.
Alexandre Figueirôa, poeta.
Alexandre Gil França, poeta.
Alexandre Gomes Marino, poeta.
Alexandre Herculano, poeta.
Alexandre Horner, poeta.
Alexandre Inagaki, poeta.
Alexandre James O’Grady Jr. (1969, RJ-), poeta. Ref.: Participação na antologia A nova poesia brasileira 1985.
Alexandre José de Melo Morais (1816-1882), cronista ou historiador.
Alexandre José de Melo Morais Filho (1843, BA-1919), cronista, memorialista, poeta e médico. Obras: Curso de Literatura Brasileira e organizou diversas antologias.
Alexandre Kieling, poeta. Ref.: Participa da antologia Ciclo vital, integrante do Grupo Poiesis, do Rio Grande do Sul.
Alexandre Maia, poeta.
Alexandre Marino, poeta.
Alexandre Mascarenhas (DF), poeta. Obras: Folhas Partidas (1980), entre outras.
Alexandre Matias, poeta.
Alexandre Medeiros de Andrade
Alexandre Miranda de Souza, poeta.
Alexandre Morales, poeta.
Alexandre Nóbrega, poeta.
Alexandre Nogueira Pessanha, poeta.
Alexandre Nominato, poeta.
Alexandre Pacheco, poeta.
Alexandre Pereira, poeta.
Alexandre Pilati, poeta.
Alexandre Presto de Paiva, poeta.
Alexandre Reis de Albuquerque
Alexandre Ribeiro, poeta.
Alexandre Rocha (GO), poeta. Ref. Participação na antologia Em Canto do Cerrado (1980).
Alexandre Rogério da Silva, poeta.
Alexandre Saad, poeta.
Alexandre Santos Lima, poeta.
Alexandre Soares, poeta.
Alexandre Spinelli Ferreira, poeta.
Alexandre Tambelli, poeta.
Alexandre Tibério, poeta.
Alexandrina da Silva Couto dos Santos, poeta.
Alexandru Salomon, poeta.
Alexei Bueno, poeta. obras: Poesias, Nuctemeron, A Decomposição de J. S. Bach, entre outras.
Aleximagno Leão Pinheiro (1961, BA), poeta e compositor. Ref.: Participação na antologia Escritores Brasileiros 1985.
Alexon Silva Neves, poeta. Ref.: poema publicado na revista Dazibao, 1997.
Alexon Veríssimo dos Santos, poeta.
Alfonso Osvaldo Alvarez, poeta.
Alfredo Alencar Aranha, poeta.
Alfredo Barbiere, poeta.
Alfredo Bosi (1936, SP-), crítico literário e historiador da literatura. Obras: História Concisa da Literatura Brasileira (1970), Reflexões sobre a Arte, entre outras.
Alfredo Chlamtac Filho (RJ), poeta. Ref.: Poema publicado no Galope Poético, nº 19, editado por Jurandir Schmidt.
Alfredo Costa, poeta.
Alfredo da Mota Menezes (MT), ensaísta e professor universitário. Obras: Momento Brasileiro (2006), entre outras.
Alfredo da Mota Menezes (MT), ensaísta e professor universitário. Obras: Guerra do Paraguai – Como Construímos o Conflito (1998), entre outras.
Alfredo de Castro, poeta.
Alfredo de Oliveira (PA), escritor. Obras: O Touro Passa.
Alfredo do Vale Cabral (1851-1894), cronista ou historiador.
Alfredo Dolcino Motta, poeta.
Alfredo Duarte Neto, poeta.
Alfredo Fressia (RJ), contista. obras: Destino: Rua Aurora.
Alfredo Garcia, poeta.
Alfredo Jose Brites, poeta.
Alfredo Kalles Jr, poeta.
Alfredo Kleper Lavor, poeta.
Alfredo Mesquita (1905, SP-1986), teatrólogo, romancista e contista. Obras: Contos do Dia e da Noite, A Esperança da Família, entre outras.
Alfredo Monteiro da Silva Filho (SP), poeta. Ref.: Participação na antologia Escritores Brasileiros 1987.
Alfredo P. Jr.
Alfredo Plácido Delatti, poeta. Ref.: Revista Escrita, nº 7, 1976.
Alfredo Pujol (1865, RJ-1930), advogado, político, ensaísta e conferencista sobre Machado de Assis.
Alfredo Roberto Bessow (RS), poeta. Ref.: A Produção Independente na Literatura – Catálogo para o Movimento, 1982.
Alfredo Rossetti, poeta.
Alfredo Simonetti  (SP), poeta. Ref.: Literatura Comentada - Poesia Jovem (anos 70), 1982.
Alfredo Sirkis, jornalista e memorialista. Obras: Os Carbontários (1980), ganhadora do Prêmio Jabuti 1981.
Alice Afra de Carvalho (1898, AL-1968), professora e escritora. Obras: Deus e as Religiões, O Divórcio, Bordejos, entre outras.
Alice Ashley, poeta.
Alice Camargo Guarnieri, poeta.
Alice da Mata Machado (RJ), poetisa. Obras: S.O.S. Vida (1983), entre outras.
Alice Daniel, poeta.
Alice de Paula Moraes, poeta.
Alice de Toledo, poeta.
Alice Morais Zuzarte Bravo, poeta.
Alice Ruiz (PR), poetisa. Obras: Navalha na Liga (1980), Pelos Pelos (1984), Vice-Versos (1989), obra ganhadora do Prêmio Jabuti da Câmara Brasileira do Livro, categoria poesias.
Alice Teixeira, poeta.
Alice Vieira, poeta.
Alice Xavier, poeta.
Alícia Duarte Pena (MG), poetisa. Ref.: Poemas publicados na revista Flor da Terra & Pé de Moleque, nº2, 1980.
Alícia Maria, poetisa.
Alida Ionescu, ficcionista. Obras: O Livro de Líbero (1975), entre outras.
Aline Brandão, poetisa.
Aline Brito Soares, poetisa. Obras: Outonais (1984), entre outras.
Aline Daniel Cruz Santiago, poeta.
Aline Dremir, poetisa.
Aline Figueiredo (MT), ensaísta, historiadora e crítica de artes plásticas. Obras: Arte Aqui é Mato (1990, ensaio), A Propósito do Boi (1994), entre outras.
Aline Gadelha de Carvalho, poeta.
Aline Leal, poetisa.
Aline Linhares, poetisa.
Aline Maira Ristow
Aline Maria Castro e Silva, poeta.
Aline Matias da Costa, poeta.
Aline Moreno Bittencourt, poetisa. Obras: Momeucáua (1982), entre outras.
Aline Pereira da Silva, poetisa.
Aline Rezende, poetisa.
Aline Siqueira, poetisa.
Aline Viana de Oliveira, poetisa.
Aline Vonzodas Garroux, poetisa.
Aline Xavier Manoel, poetisa. Ref.: poema publicado na revista Dazibao, 1997.
Aliomar Andrade (RJ), poetisa. Ref. Poema Águas na revista alternativa Maçaneta, nº 1, 1984.
Aliomar de Andrade Baleeiro Filho, poeta.
Alípio Abdulino Pinto Bandeira (?-?), poeta, estudioso da cultura indígena e colaborador do marechal Rondon.
Alípio Bandeira, poeta.
Alípio César da Silva, poeta.
Alípio de Melo Pereira, poeta.
Alípio Mendes, poeta.
Alisson Henrique de França, poeta.
Alisson Magalhães, poeta.
Alita Diana (RJ), poetisa. Obras: Escândalo (1985), em parceria com Antônio Bella; entre outras.
Allan Cláudio de Araujo, poeta.
Allan da Rosa, poeta.
Allan de Lana Frutuoso, poeta.
Allan de Luna, poeta.
Allan de Oliveira, poeta.
Allan Dennis Granja, poeta.
Allan Garrido, poeta.
Allan Gorodniuk Braff, poeta.
Allan Julianelli, poeta.
Alma Friedenreich Schef, poetisa. Ref.: participação na antologia Poetas em Azul e Outros Matizes (1983).
Alma Júnior, poeta.
Alma Marinoni, poeta.
Almandrade/A.L.M. Andrade/Antônio Luís M. Andrade
Almanir Grego, poeta.
Almeida Caldeira (RS), romancista. Obras: Esperança Talvez, romance cuja publicação foi recomendado pelo júri do concurso Cruz e Souza de 1982.
Almeida Cousin (ES), contista, poeta e tradutor. Obras: Poemas da Terra e da Vida (1984), Idos Vividos (1984), Contos de Amor (1986), entre outras.
Almeida e Sousa, poeta.
Almeida Fischer, poeta, romancista e contista. Obras: Nova Lua ao Longe (1965), O Rosto Perdido (1971), O Áspero Ofício (1984), 10 Contos Escolhidos, entre outras.
Almeida Garrett, poeta.
Almerinda Liporage, poeta.
Almésio do Nascimento Silva, poeta.
Almino Affonso, poeta.
Almino Afonso, autor do livro Espaço Entre Aspas (1980).
Almir Antônio Rosa (MG), poeta. Ref.: A Produção Independente na Literatura – Catálogo para o Movimento, 1982.
Almir Campos, poeta.
Almir Castro Barros, poeta.
Almir Correia, poeta.
Almir da Silva, poeta.
Almir de Carvalho Filho (BA), professor de língua portuguesa e poeta. Ref.: Participação na antologia Escritores Brasileiros 1987, onde noticia que tem mais de 200 trabalhos publicados em jornais e revistas da Bahia, Brasília e Rio de Janeiro.
Almir de Carvalho Filho, poeta.
Almir Diniz, poeta.
Almir Guedes Pereira (RJ), poeta. Obras: Revivências (1985), participa das antologias Sementes do Amanhã II e Escritores Brasileiros 1987.
Almir Martins (1952, SC), poeta e trovador. Obras: Universus – Poética 21, e participação no livro Antologia da Trova Escabrosa, entre outras.
Almir Rosa, poeta.
Almirante [Henrique Foréis Domingues, dito] (1908, RJ-1980), cantor, radialista e escritor. Obras: No Tempo de Noel Rosa.
Almiro Coppetti, poeta.
Aloísio Coutinho, poeta.
Aloísio Prisco, poeta.
Alonso Alvarez, poeta.
Alonso Rocha, poeta.
Alphonsus de Guimaraens [pseudônimo literário de Afonso Henriques da Costa Guimarães] (1870, MG-1921), poeta simbolista e advogado. Natural de Ouro Preto. Inicia os estudos de Engenharia depois abandona para abraça o Direito, na cidade de São Paulo onde conhece Freitas Vale, Ferreira de Araújo; no Rio de Janeiro, onde esteve numa curta viagem, conhece Cruz e Sousa. Volta para Minas, torna-se Promotor em Conceição do Serro, e de 1906 até sua morte, juiz municipal em Mariana. Obras: Septenário das Dores de N. Senhora (1899), Dona Mística, (1899), Kyriale (1902, embora escrita antes),  Pauvre Lyre (1921), Pastoral aos Crestes do Amor e da Morte (1923); os inéditos Escadas de Jacó, PulvisNova Primaeira (radução de Heine) e Salmos da Noite, são incluídos na Obra Completa (1960).
Alphonsus de Guimaraens, poeta.
Alphonsus de Guimarães Filho, poeta.
Alphonsus Guimaraens Filho (MG), poeta. Obras: Lume de Estrelas (1940), No (1984), obra ganhadora do Prêmio Jabuti da Câmara Brasileira do Livro, categoria poesia.
Alsina Alves de Lima, poeta.
Altair da Silva Moraes, poeta.
Altair da Silva Morais, poeta. Ref.: vencedor do concurso Adeptus de Literatura.
Altair Leal, poeta.
Altair Moreira Silva (1956, MT-), poeta e desenhista. Ref.: Participação no Mural de Poesia de Cuiabá.
Altamir Araújo Guimarães, poeta.
Altamira Dourado, poeta.
Altamira Greenhalgh Paiva (DF), poetisa. Ref.: Cadernos Literários 35/36, poesia, nov.-dez. 1984, do Instituto Cultural Português.
Altamiro Avelino da Silva, poeta.
Alter A. Krausche, poeta. Obras: O Aluno das Necessidades (1978), entre outras.
Altevir Alencar, poeta.
Altino Bessa Marques Filho (SP), psiquiatra, letrista e poeta. Ref.: Participação na antologia Escritores Brasileiros 1987.
Altino Caixeta de Castro, poeta brasiliense. Obras: Confissão de Flor (1980).
Altivo do Bonfim Rodrigues (1951, MS-), poeta; membro da Academia de Literatura e Estudos de Corumbá. Ref.: Cadernos Literários 35/36, poesia, nov.-dez. 1984, do Instituto Cultural Português.
Aluísio Abrantes, poeta.
Aluísio Barros de Oliveira, poeta.
Aluísio Barros, poeta.
Aluísio Bezerra (CE), poeta. Ref.: A Produção Independente na Literatura – Catálogo para o Movimento, 1982.
Aluísio Brasil, poeta.
Aluísio Coutinho Neves Ferreira (RS), poeta. obras: Fragmentos de um Diário que Virou Poesia (1984), entre outras.
Aluísio da Silva, poeta.
Aluísio de Almeida [monsenhor Luís Caetano de A., dito] (-†1981), historiador e folclorista. Obras: História de Sorocaba para Crianças (1981), entre outras.
Aluísio de Azevedo [A. Tancredo Gonçalves de A.] (1857, MA-1913), romancista, jornalista e diplomata; membro fundador da ABL. Obras: Casa de pensão (1884), Memórias de um condenado (1882), reeditado: A condessa Vésper (1901) O cortiço (1890), O mulato (1881), Uma lágrima de mulher (1880), entre outras.
Aluísio de Castro (1881, RJ-1959), médico, professor, orador, poeta e compositor, membro da ABL. Obras: A expressão sentimental na música de Chopin, Alocuções acadêmicasNovas alocuções acadêmicas, Orações e Os carmes, e uma extensa obra científica entre outras.
Aluísio de Paula, poeta.
Aluísio Felipe da Silva (AM) participa da antologia A nova poesia brasileira 1985.
Aluísio Ferreira (SE), poeta. Ref.: A Produção Independente na Literatura – Catálogo para o Movimento, 1982.
Aluísio Furtado de Mendonça, escritor. Ref.: Academia de Letras e Artes do Nordeste Brasileiro.
Aluísio Inojosa (PE), romancista. Obras: História de Um Caixeiro Viajante (romance), entre outras.
Aluísio Jordão (RJ), poeta. Obras: Olhando Através da Lama (1983), em parceria com Luiz Jô; entre outras.
Aluísio Lodi, ficcionista. Obras: Guacamayas, entre outras.
Aluísio Mathias, poeta.
Aluísio Medeiros, poeta.
Aluísio Mendonça Sampaio, poeta.
Aluísio Moura (1922, RN-), militar e poeta trovador. Ref.: Participação no livro Antologia da Trova Escabrosa, entre outras.
Aluísio P. Vale, escritor. Obras: Os Segredos de Cenira, entre outras.
Aluísio Rezende, poeta.
Aluísio Rodrigues dos Santos, poeta. Ref.: Fala Texto & Desenhos – Satélite Gama, 1986.
Alvacir Raposo, poeta.
Alvarenga Peixoto [Inácio José de A. P.] (1744, RJ-1792), poeta, participa da Inconfidência Mineira, deixou alguns sonetos, considerados os mais bem acabados do Arcadismo brasileiro; odes, uma cantata e um canto.
Álvares Bezerra, poeta.
Álvares de Azevedo [Manuel Antônio A. de A.] (1831, SP-1852), poeta, teatrólogo e contista; considerado um dos principais poetas da segunda fase do romantismo brasileiro. Nasce em São Paulo, 12/09. Em 1833, muda-se para o Rio e ingressa no Colégio Stoll, em 1940. quatro anos depois volta para São Paulo, na companhia de um tio, depois volta e entra para o internato do Colégio Pedro II. Em 1848 matricula-se na Faculdade de Direito de São Paulo. Estudante aplicado e participa ativamente da vida literária; fundando, inclusive, a Revista Mensal da Sociedade Ensaio Filosófico Paulistano. Nas férias de 1851-52 manifestou-se a tuberculose pulmonar, agravada por tumor na fossa ilíaca, ocasionado por uma queda de cavalo. Falece às 17 horas do dia 25/04, domingo da Ressurreição. Obras: Lira dos Vinte Anos e A noite na Taverna, reunidas no livro Poesias.
Alvarito Mendes Filho (1958, ES), poeta. Ref.: Poesias – Movimento Literário Universitário, do DCE-Ufes, 1979.
Álvaro Alípio Lopes Domingues, poeta.
Álvaro Alves de Farias, poeta.
Álvaro Andrade Garcia, poeta.
Álvaro Barbosa Lima [Á. Guilherme de Lira B. L.] (1960, ES), advogado e poeta. Obras: Pirex, entre outras.
Álvaro Cardoso [A. C. Gomes] (SP), poeta, romancista e contista. Obras: Afeto e Paixão (1977), Bicho Encantado (1979), O Sonho da Terra, romance classifico em 3º lugar na 1º Bienal Nestlé de Literatua; entre outras.
Álvaro Castro, poeta.
Álvaro da Costa Lopes, poeta.
Alvaro de Albuquerque Arraes, poeta.
Álvaro de Azevedo Alves Brito, poeta.
Álvaro de Faria, poeta.
Álvaro de Sá
Álvaro de Sá, poeta e crítico; precursor ao lado de Wlademir Dias Pino do poema processo. Obras: Metacrítica de Augusto de Campos (1979), Manifesto do Poema Processo (1967), entre outras.
Álvaro Fabris, poeta gaúcho. Ref.: Poemas selecionados para o livro Prêmio Apesul Revelação Literatura 78 (1979). [q]
Álvaro Faleiros, poeta.
Álvaro Faria [Á. Alves F.], poeta; membro da Academia Brasileira de Literatura. Obras: O Sermão do Viaduto (1965), A Trajetória (1966), Poemesse (1979), Momentos Alheios (1983), entre outras.
Álvaro Fonseca Duarte, poeta.
Álvaro Lapa, poeta.
Álvaro Lins [Á. de Barros L.] (1912, PE-1975), professor, jornalista, crítico literário, ensaísta e diplomata; membro da ABL. Obras: Alguns aspectos da decadência do Império, O romance brasileiro, Poesia moderna do Brasil, entre outras.
Álvaro Luís Guedes, poeta.
Álvaro Maia (AM-1969), romancista, poeta, ensaísta, jornalista e professor. Obras: Gente dos Sigingais, entre outras mais de 10 obras.
Álvaro Melo, poeta.
Álvaro Mendes, poeta.
Álvaro Miranda, poeta.
Álvaro Moreira [Á. Maria da Soledade Pinto da Fonseca Velhinho Rodrigues M. da Silva] (1888, RS-1964), poeta, cronista e jornalista, membro da ABL; Obras: Degenerada, Casa desmoronada, Caixinha dos três segredos, Um sorriso para tudo, entre outras.
Álvaro Moreira, poeta. ref.: Revista Essência 2, 1983.
Álvaro Moreira, poeta; participante do álbum organizado por Carolino Leoni Ramos, na 1ª década do século 20, com autógrafos de escritores ilustres da época, entre os quais Olavo Bilac, João do Rio, Osório Duque-Estrada, entre outros.
Álvaro Neiva, poeta.
Álvaro Otoni de Menezes, poeta e contisa. Obras: Cantarolando (1976), entre outras.
Álvaro Pacheco (PI), poeta. Obras: Os Instantes e os Gestos (1958), Itinerários (1983), entre outras.
Álvaro Reis, poeta.
Alves Mota Sobrinho (MG), biógrafo, autor da biografia [Antônio da] Gama Rodrigues – Humanista e Médico.
Alves Rangel, poeta.
Alvinho de Carvalho, poeta.
Alydio de Carvalho e Silva, poeta.
Alyene Leite, poeta.
Alyuska Lins, poeta.
Alzelli Bassetti, poeta.
Alzira Campos Félix, poeta.
Alzira Chagas Carpigiani, poeta.
Alzira de Siqueira Alves, poeta.
Amadeu Amaral [A. Ataliba Arruda A. Leite Penteado] (1875, SP-1929), poeta, folclorista, filólogo e ensaísta; membro da ABL. Obras: Urzes, Névoa, Espumas, Lâmpada antiga, títulos que integram as Poesias (1931), Letras floridas, O elogio da mediocridade, Obras completas de Amadeu Amaral, com prefácio de Paulo Duarte.
Amadeu Baptista, poeta.
Amador Ribeiro Neto (SP), poeta. Obras: Assunto Noturno (1976), entre outras.
Amador Ribeiro Neto, poeta.
Amailde de Sousa Ribeiro (1962, GO-), poeta. Ref.: Participação na antologia Escritores Brasileiros 1987.
Amália de Campos [Narcisa A. de C.] (1852, RJ-1924), poetisa. Obras: Nebulosas.
Amália Figuerôa, poeta.
Amália Max, poeta.
Amâncio Borges de Medeiros, poeta.
Amâncio Borges, poeta.
Amanda Carvalho Sgarbi, poeta.
Amanda Colaço Dias Dourado, poeta.
Amândio César, poeta.
Amando Fontes (1899, SE-1967), romancista. Obras: Os Corumbas (1933), Rua do Siriri (1937), entre outras.
Amani Spachinski de Oliveira, poeta.
Amara Lúcia (PE), poetisa. Obras: A Difícil Vida Fácil (1984), entre outras.
Amaral Cavalcanti, poeta.
Amargedon/Gustavo Dourado, poeta.
Amarildo Costa, poeta.
Amaro Bento Vaz Filho, poeta.
Amaryllis Schloenbah, poeta.
Amauri Cunha, poeta.
Amauri Gomes (Buli)
Amauri Lobo (1962, MT-), poeta, letrista e compositor. Obras: O Saco de Gatos e Outros, com Eduardo Ferreira. Ref.: Participação no Programa Poetas Vivos, entre outras.
Amauri Tangará [José A. Pereira dito] (1953, RS-), cineasta, teatrólogo, agitador cultural e poeta.
Ambrosina Freitas Paiva, poeta.
Amélia Augusta Rodrigues, poeta.
Amélia de Freitas Beviláqua [A. Carolina de F. B.] (1863, AL-1946), contista e editora. Nasce no Piauí mas estuda e mora em São Luís, depois Recife onde edita a revista Lyrio, voltada para as mulheres; membro da Academia Piauiense de Letras chegou a se candidatar a ABL, mas não foi aceita. Obras: Angústia, Jornada pela Vida e Açucena, entre outras.
Amélia de Oliveira, poeta.
Amélia de Resende Martins (1877, SP-1948), ensaísta e educadora. Obras: Reflexões sobre o Movimento Social, A Moda (1920), Os Problemas Sociais e o Feminismo (1924), A Mulher e a Política (1933), entre outras.
Amélia Marcionilla Raposo da Luz, poeta.
Amélia Rodrigues, poeta.
Amélia Sparano (RS), escritora. Obras: Moeda Corrente (1984), entre outras.
Amelina Chaves (MG), contista e poetisa. Obras: Diário de um Marginal (1979), entre outras.
Amelinda Alves, poeta.
Américo Antony, poeta.
Américo Augusto de Sousa Falcão, poeta.
Américo Bittar, poeta.
Américo de Oliveira Costa, poeta.
Américo Elísio pseudônimo de José Bonifácio de Andrade e Silva.
Américo Facó (1885, CE-1953), poeta e prosador. Obras: Sinfonia Negra, entre outras.
Américo Furtado Simas Filho (1916, BA-1981), arquiteto e escritor. Ref. Nota no Jornal de Letras, 07/1981.
Américo Jacobina Lacombe [A. Lourenço J. L.] (1909, RJ-1993), historiador, biógrafo, ensaísta e professor; membro da ABL. Obras: Um passeio pela história do Brasil, Brasil. Período nacional, programa de História da América, Anchieta, ensaio, Introdução ao estudo da História do Brasil, História do Brasil, Roteiro das Obras completas de Rui Barbosa, O pensamento vivo de Rui Barbosa, Rui, o parlamentar, entre outras.
Américo Jesus Quoos Conte, poeta.
Ametista Nunes, poeta.
Amílcar Barca da Silva Filho, poeta.
Amílcar de Carvalho, poeta.
Amílcar Dória Matos (PE), contista e poeta. Obras: Os olhos da Insônia (1982), obra agraciada com menção honrosa no Concurso Fernando Chinaglia 1981, da UBE; entre outras.
Amílcar Neves, ficcionista. Obras: O Imprevisível Pavão, obra agraciada com menção especial no Concurso Fernando Chinaglia 1981, da UBE; entre outras.
Amilton Montenegro, poeta.
Amilton Nei Soares Ribeiro, poeta.
Amir Feijó Pereira, poeta.
Amirton Alves dos Santos, poeta.
Amós Bezerra da Silva (RO), compositor e poeta. Ref.: Participação na antologia Escritores Brasileiros 1987.
Ana Adelaide, poeta.
Ana Alexandrina Cavalcanti de Albuquerque (1860, PE-?), escritora, poetisa e romancista. Obras: O escravo (romance).
Ana Alice Zanettini, poeta.
Ana Amélia [A. A. Queirós Carneiro de Mendonça] (1896, RJ-1971), poetisa e tradutora. Obras: Esperanças (1911), Alma (1922), Ansiedade (1926), A Harmonia das Coisas e dos Seres (1936), Mal de Amor (1939), Poemas (1951), Cinqüenta Poemas de Ana Amélia (1957), Todo Mundo (1959). [*17/08/1896-†31/03/1971]
Ana Amélia Machado Nascimento, poeta.
Ana Amélia Queirós Carneiro de Mendonça, poeta.
Ana André, poeta.
Ana Anita (PB), poetisa. Ref.: Poema publicado no alternativo A Toca do (meu) Poeta, nº 10.
Ana Aurora do Amaral Lisboa, poeta.
Ana Autran, poeta.
Ana Batista Nogueira, poeta.
Ana C. Pozza, poeta.
Ana Caetano, poeta.
Ana Cândida Costa, poeta. Ref.: Revista Escrita, nº 7, 1976.
Ana Carolina Huff Freitas, poeta.
Ana Carolina Moura Rodrigues Costa, poeta.
Ana Carolina Murgel, poeta.
Ana Carolina, poeta.
Ana Clara Cabral de Sousa, poeta.
Ana Claudia Dalagnoli, poeta.
Ana Claudia Pess, poeta.
Ana Clélia Basílio Napoleão do Rego (PI), servidora pública aposentada e poetisa. Ref.: Participação na antologia Escritores Brasileiros 1987.
Ana Cley Marques Pizarro, poeta.
Ana Creatsoula, poetisa. Obras: De Braços Abertos (1983), entre outras.
Ana Cristina Almeida Vilela, poeta.
Ana Cristina César (1952, RJ-1983), poetisa; considerada um dos principais nomes da Geração Mimeógrafo. Obras: Cenas de Abril (1979), Correspondência Completa (1979), Luvas de Pelica (1980), Literatura não É Documento (1980), A Teus Pés (1983), Inéditos e Dispersos (1985), Escritos da Inglaterra (1988) e Escritos no Rio (1993), toda obra póstuma organizada por Armando Freitas Filho. [*02/06/1952-†29/10/1983]
Ana Cristina César, poeta.
Ana Cristina Coll Delgado, poeta.
Ana Cristina Krüger, poeta.
Ana Cristina Siqueira (1958, MG-), professora e poetisa. Obras: A Genuína Tez Outra, entre outras.
Ana Elicker, poeta.
Ana Elisa Araújo Alonso, poeta.
Ana Elisa Gregori (MG), ficcionista infanto-juvenil. Obras: Tico-Tiquinho (1981), Os Barões de Candeia, obra agraciada com menção especial no Concurso Fernando Chinaglia 1981, da UBE; entre outras.
Ana Elisa Ribeiro, poeta.
Ana Elizabete da Silva (1967, RN-), professora e poetisa. Ref.: Participação na antologia Escritores Brasileiros 1987.
Ana Emília Rebelo Guimarães, poeta.
Ana Eurídice Eufrosina de Barandas, poeta.
Ana Eurídice Eufrosina de Barrandas (1806, RS-?), cronista, poetisa e romancista; é considerada o primeiro nome feminino da crônica brasileira. Obras: O Ramalhete, ou Flores Esquecidas no Jardim da Imaginação (1845), entre outras.
Ana F. Suzuki, poeta.
Ana Facó
Ana Facó (1855-1926), romancista. Obras: Rapto Jocoso e Nuvens, entre outras.
Ana Ferreira Trindade
Ana Franco (1856, RJ-1919), escritora e líder espiritual. Obras: A Égide Materna, Leituras Infantis, Manual para as Creches, entre outras. [*01/02/1856-†20/01/1919]
Ana Gabriela Cardoso de Melo, poeta.
Ana Garret, poeta.
Ana Gennari, poeta.
Ana Guasque
Ana Hatherly, poeta.
Ana Helena V. Souza, poeta.
Ana Helena Vieira, poeta.
Ana Janete Pedri de Andrade Lopes (SC), poetisa. Ref.: Poema publicado no Galope Poético, nº 26, editado por Jurandir Schmidt.
Ana Lagoa, escritora. Ref.: Revista Escrita, nº 13, 1976.
Ana Lagôa, poeta.
Ana Lima, poeta.
Ana Lossio Seiblitz [A. Barbosa de L. e S.] (1820, RJ-1877), escritora e tradutora. Obras: História da Vida de Jesus Cristo desde seu Nascimento até sua Ressurreição (1863, poema), O Passado e o Presente (1876), D. Narciso de Villar e o Presente (1876, romance), entre outras.
Ana Lúcia de Castro, poeta.
Ana Lucia Hertmann, poeta.
Ana Lúcia Schliske de Souza Archidiacono, poeta.
Ana Lúcia Sesso, poeta.
Ana Luísa Amaral, poeta.
Ana Luisa Cerqueira, poeta.
Ana Luísa de Azevedo Castro, poeta.
Ana Luisa Peluso, poeta.
Ana Luiza Piragibe A. C.
Ana Maria Bahiara, escritora, autora do livro Nada Será Como Antes (1980).
Ana Maria Bugelli Olivieri (SP), poeta. Ref.: Participação na antologia Escritores Brasileiros 1985.
Ana Maria Buim, poeta.
Ana Maria Cassanta Peixoto (MG), ensaísta. Obras: A Reforma Educacional Francisco Campos (1982), entre outras.
Ana Maria Chagas, poeta.
Ana Maria Creão da Costa (1950, PA-), professora de língua portuguesa, cronista e poetisa. Ref.: Participação na antologia Escritores Brasileiros 1987.
Ana Maria de Souza Mello, poeta.
Ana Maria Domingues de Oliveira, poeta.
Ana Maria Duarte Nunes (RJ), cronista. Obras: Fuga das Crisálidas (1984), entre outras.
Ana Maria Dutra Nunes, poetisa; associada ao Sindicato dos Escritores do RJ.
Ana Maria Figueiredo Corrêa, poetisa. Ref.: Fala Texto & Desenhos – Satélite Gama, 1986.
Ana Maria Galdino da Costa, poeta.
Ana Maria Godoi, poeta.
Ana Maria Gonçalves (MG), escritora. Obras: Ao Lado e à Margem do que Sentes por Mim, entre outras.
Ana Maria Macedo Zeferino, poeta.
Ana Maria Machado (1941, RJ-), ficcionista infanto-juvenil e professora. Obras: O Gato do Mato e o Cachorro do Morro (1980), Hoje tem Espetáculo: No País dos Prequetés, Bem do Seu Tamanho, O Domador de Monstros, Uma boa Cantoria, O Barbeiro e o Coronel, Ah, Cambaxirra, se eu Pudesse, entre outras.
Ana Maria Martins (SP), contista. Obras: A Trilogia do Emparedadeo e Outros Contos (1973), Sala de Espera (1978), Katamandu (1984), entre outras.
Ana Maria Miranda, poetisa. Obras: Celebrações do Outro (1983), entre outras.
Ana Maria P. da Purificação, poeta.
Ana Maria P. Franco de Castro (BA), poetisa. Ref.: Literatura Comentada - Poesia Jovem (anos 70), 1982.
Ana Maria Pacheco, poeta.
Ana Maria Pedreira Franco de Castro (Aninha Franco)
Ana Maria Pessoa Ortiz (1960, MS-), poetisa; membro da Alec. Ref.: Cadernos Literários 35/36, poesia, nov.-dez. 1984, do Instituto Cultural Português.
Ana Maria Pires [A. M. P. da Purificação] (BA), poetisa. Obras: Amargo Viver, e ref.: A Produção Independente na Literatura – Catálogo para o Movimento, 1982, e poema publicado no alternativo A Toca do (meu) Poeta, nº 28, 1985.
Ana Maria Pitangueira (SE), poetisa. Obras: Labirinto (1984), entre outras.
Ana Maria Pontes, poeta.
Ana Maria Ramiro, poeta.
Ana Maria Ribeiro Fernandes Moreira da Costa (MT), ficcionista. Obras: Hatisu Nambiquara “Lembranças que viraram histórias” (2005, infanto-juvenil), entre outras.
Ana María Zacagnino, poeta.
Ana Marta Vasconcellos, poeta.
Ana Meireles Miranda (1964, SP-), advogada e poetisa. Ref.: Participa das antologias Escritores Brasileiros 1985 e A Nova Poesia Brasileira 1983.
Ana Merij (nanamerij)
Ana Miranda, poeta.
Ana Miranda, romancista, autora do livro Boca do Inferno, sobre a vida de Gregório de Matos.
Ana Monteiro e Mello, poeta.
Ana Montenegro (1915, CE-), escritora e advogada. Obras: Tempo de Exílio (1998), entre outras.
Ana Neves, poeta.
Ana Nogueira Batista (1870, CE-1967), poetisa. Obras: Poesias (1960), reunião de sua produção poética. [*22/10/1870-†22/05/1967]
Ana Nogueira Batista, poeta.
Ana Paim, poeta.
Ana Paula B. Rodrigues, poeta.
Ana Paula Brasil Torres, poeta.
Ana Paula Burlamaqui, poeta.
Ana Paula Cava, poeta.
Ana Paula Correa, poeta.
Ana Paula da Silva, poeta.
Ana Paula de Freitas Soares, poeta.
Ana Paula Godoy Fernandes, poeta.
Ana Paula Juruena, poeta.
Ana Paula Sabbag, poeta.
Ana Queiroz, poeta.
Ana Ribeiro (1843, BA-1930), escritora. Obras: A filha de Jephté (1882, ficção), Anjo do Perdão, publicado em forma de folhetim na imprensa baiana; Longos Serões no Campo (1994, memórias).
Ana Ribeiro, poeta.
Ana Rita de Figueiredo Nery, poeta.
Ana Roriz, poeta.
Ana Rosa da Silva, poeta.
Ana Rúbia de Carvalho Bonilha, poetisa. Ref.: poema publicado na revista Dazibao, 1997.
Ana Smaira (1966, SP-), poetisa. Ref.: Participa das Antologias Escritores Brasileiros 1985, Pulso (1983), e A Nova Poesia Brasileira.
Ana Spalato, poeta.
Ana Suely Pinho Lopes, poeta.
Ana Tatagiba, poeta.
Ana Tereza Merbach Oliveira (SP), poetisa. Ref.: Noticia publicada no Galope Poético, nº 29, editado por Jurandir Schmidt.
Ana Terra, poeta.
Ana Terra, poetisa. Obras: Dois Cantos de Amor e Ódio (1977), entre outras.
Ana Vasconcellos, poeta.
Ana Vitória Sampaio, poeta.
Anacreonte (Fábio Soares)
Anacreonte Sordano, poeta.
Anadir Vicentina Silvério Puga, poeta.
Anael Aquino (SP), poeta. Ref.: A Produção Independente na Literatura – Catálogo para o Movimento, 1982.
Anael Aquino, poeta.
Anael de Souza, poeta.
Anael Sousa (1962, MS-), poeta e contista. Ref.: participa do livro Cem Poemas Brasileiros, 1980.
Anagélica Custódio, poeta.
Anair Weirich, poeta.
Anália Emília Franco, poeta.
Analice Feitoza de Lima, poeta.
Analu Andrigueti, poeta.
Analu Jaqueline da Silva, poeta.
Anamaria Kovács, poeta.
Anand Rao, poeta.
Ananda Liz Dutra de Melo, poeta.
Anastácio Luís Bom Sucesso (1833-1899), arrolado entre os poetas menores do Romantismo brasileiro, por Nélson Werneck Sodré.
Anatercia Arraes, poeta.
Anatole Ramos, poeta.
Anazilda Rodrigues, poeta.
Anchieta Fernandes (1939, RN-), poeta, que passeia do modernismo, passa pela poesia concreta e desemboca no poema/processo.
Anchieta Fernandes, poeta.
Anchieta Xavier (PB), poeta. Ref.: Poema publicado no alternativo A Toca do (meu) Poeta, nº 28, 1985.
Ancosta, poeta.
Anderson Bernardes, poeta.
Anderson Braga Horta (GO), poeta. Obras: O Cordeiro e a Nuvem (1984), Exercícios de Homem, entre outras.
Anderson Braga Horta, poeta.
Anderson Cavalheiro Müller, poeta.
Anderson Christofoletti, poeta.
Anderson de Souza, poeta.
Anderson Dias, poeta.
Anderson Elias Costa, poeta.
Anderson Porto, poeta.
Anderson Ribeiro, poeta.
Anderson Santos, poeta.
Andityas Soares de Moura, poeta.
Andra Valladares, poeta.
Andrade Bello, poeta.
Andrade Jorge, poeta.
Andrade Murici [José Cândido de A. M.] (1895, PR-1984), crítico literário e musical. Obras: A Nova Literatura Brasileira e Panorama do Movimento Simbolista Brasileiro, entre outras.
Andrade Silva, poeta.
Andrade Sucupira Filho, poeta.
Andradina de Oliveira (1864, RS-1935), escritora e educadora. Obras: Cruz de Pérolas (1908, contos), O Divórcio? (1912) entre outras. [*12/06/1864-1935]
André Alonso, poeta.
André Andries (MG), poeta. Ref.: Literatura Comentada - Poesia Jovem (anos 70), 1982.
André Andries, poeta.
André Ap. da Silva, poeta.
André Araújo, poeta.
Andre Augusto dos Santos, poeta.
André Bessa, poeta.
André Borges (RJ), jornalista e cronista. Obras: (Um Repórter) Da Ilha Grande ao Poder (1984), entre outras.
André Brasil, poeta.
André Bueno (SP), poeta. Ref.: Literatura Comentada - Poesia Jovem (anos 70), 1982.
André Bueno Oliveira, poeta.
André Caldas, poeta.
André Cantu, poeta.
André Carneiro, poeta, contista, escritor de ficção cientifica e roteirista. Ref.: participa do livro Cem Poemas Brasileiros, 1980, e do livro Os Melhores Contos do Ano, de 1973.
André Carneiro, poeta.
André Carvalheira, poeta.
André Castiel, poeta.
André Correia, poeta.
André Costa Misi, poeta.
André Czarnobai, poeta.
André Damazio, poeta.
André de Andrade, poeta.
André De Polverel (André Romão Polveiro)
Andre Del Grossi Assumpção, poeta.
André Diaz, poeta.
André Gardel, poeta.
André Ghiggi Caetano da Silva, poeta.
André Lourenci, poeta.
André Luís Alves de Melo, poeta.
André Luís Amoroso, poeta.
Andre Luis Aquino, poeta.
André Luís Correa de Aquino, poeta.
André Luis de Souza, poeta.
André Luis Ferraz, poeta.
André Luís Petra de Fontoura Melo, poeta. Ref.: participação da antologia Encontro, nº 6, da Só Arte, 1983.
André Luís Prata Amorim, poeta. Ref.: Poemas publicados na revista Flor da Terra & Pé de Moleque, nº2, 1980.
André Luis Soares, poeta.
André Luiz Chufuli Amoroso, poeta.
André Luiz de Castro Maturana, poeta.
André Luiz Firmino Cardoso, poeta.
André Luiz Mansur, poeta.
André Luiz Morais Zuzarte Bravo, poeta.
André Luiz Rodrigues, poeta.
André Luiz Santos Araújo, poeta.
André Luiz Strauss Bosse
André Mariano de Almeida, poeta.
André Martins (POA/RS)
André Martins (RS), poeta. Obras: Eus e Outros Nós (1983), em parceria com Jefferson Carlos.
André Martins Barbosa (SP), poeta. Obras: Cotidianamente (1987), Luxo Esdrúxulo Lixo, entre outras.
André Melo, poeta.
André Messias, poeta. Obras: Vida Maestra, entre outras.
André Micalli de Campos, poeta.
André Monteiro, poeta.
André Nogueira Pessanha, poeta.
André Pedro, poeta.
André Petrarca Mesquita, poeta. Obras: Coletânea Poética nº 1 (1984), entre outras.
André Prado, poeta.
André Ramos Floriani, poeta.
André Ricardo Aguiar, poeta.
André Salviano, poeta.
André Torres, poeta. Ref.: poema publicado na revista Dazibao, 1997.
André Varella, poeta.
André Vianna Dantas, poeta.
André Vilela Filho, poeta.
André Vítor Singer (1958, SP-), poeta e contista. Ref.: participa do livro Cem Poemas Brasileiros, 1980.
André Vitor Singer, poeta.
André Xavier [A. Luís X. Andrade] (SP), poeta, compositor e jornalista em Mato Grosso.
Andréa Abdala, poeta.
Andréa Augusto/Angel Blue, poeta.
Andréa Bianchi, poeta.
Andréa Borba (PE), poetisa. Obras: Sertão (1983), entre outras.
Andréa Borba Pinheiro, poeta.
Andréa Borba, poeta.
Andréa Brasil Meira (PA), poetisa. Obra: Palavras (1981).
Andréa C. dos Reis (SC), poetisa. Ref.: Poema publicado no Galope Poético, nº 29, editado por Jurandir Schmidt.
Andréa Carvalho, poeta.
Andréa Catropa, poeta.
Andrea Lèbre, poeta.
Andréa Luiz Prata, poeta.
Andréa Mariz, poeta.
Andrea Marques de Carvalho, poeta.
Andréa Martins Delgado (SP), escritora; uma das subscritoras do Manifesto em Defesa do Livro e da Leitura, 1987.
Andrea Miriam Laurindo, poeta.
Andréa Moreira Lima, poeta.
Andréa Motta, poeta.
Andrea Munhoz, poeta.
Andréa Neves da Cunha, poeta.
Andréa Paula Pereira da Silva, poeta.
Andréa Pereira de Barros, poeta.
Andréia Machiavelli, poeta.
Andréia Maria da Silva, poeta.
Andréia Mariana Lambert, poeta.
Andrelise Gomes Vicencio, poeta.
Andrelito Gonçalves, poeta.
Andrenessa da Silveira, poeta.
Andres Garcia Perez (1919, Espanha-), poeta naturalizado brasileiro. Ref.: Participação na antologia Escritores Brasileiros 1987.
Andrés Miguel, poeta.
Andressa Fernanda Frade, poeta.
Andrieli de Souza Cardoso, poeta.
Ane Karenine Nascimento, poeta.
Ane Walsh, poeta.
Anélio Lopes Souza, poeta.
Anelise Machado Costa, poeta.
Anelito de Olibveira, poeta.
Anésio Luciano de Oliveira, poeta.
Anézia M. Junqueira (SP), poetisa. Obras: Retrato de Menino (1984), entre outras.
Angel Cesar dos Santos Cabeza, poeta.
Angel Crespo, poeta. ref.: Participação na Revista Brasileira de Poesia e Crítica, 11/1984.
Angel K.
Ângela Alvim, poeta.
Ângela Barros Leal Farias (1953, CE-), contista. Ref.: Revista Escrita, nº 7, 1976.
Angela Belfort, poeta.
Angela Bretas, poeta.
Angela Campanha, poeta.
Angela Capobranco, poeta.
Ângela Carneiro, ficcionista infanto-juvenil. Obras: Caixa Postal 1989 (1992), obra ganhadora do Prêmio Jabuti da Câmara Brasileira do Livro, categoria infantil-juvenil.
Ângela Carneiro, poeta.
Ângela Carolina Dalla Colletta, poeta.
Angela Cristina Abdala Maricato, poeta.
Angela Cristina Cichon, poeta.
Ângela Cristina Ferreira Soares (MA), poeta. Ref.: Participação na antologia Novos Poetas do Maranhão, edição UFMA, 1983.
Angela Cristina Lazari, poeta.
Angela Di Gemesio, poeta.
Ângela do Amaral Rangel (1725, RJ-?), poetisa; membro da Academia dos Seletos, autora de sonetos sobre o governador do Rio, Conde de Bobadela.
Ângela do Amaral Rangel, poeta.
Ângela Faria de Paula Lima, poeta.
Angela José
Ângela José (RJ), poetisa. Obras: Ruas, Ruas, Ruas (1983), Nóis Nua (1982), com Anne Raquel, e participação na antologia Doze Poetas Alternativos, entre outras.
Ângela Lago [Â. Maria Cardoso L.], ficcionista infanto-juvenil. Obras: Sangue de Barata (1980), ABC Doido, vencedora do prêmio Jabuti – livro do ano 2000 da Câmara Brasileira do Livro, categoria infantil ou juvenil.
Angela Lara, poeta.
Ângela Leite de Sousa, poeta.
Ângela Maria Perez (MS), poetisa. Obras: Flor de Camalote.
Ângela Martins, poetisa. Obras: O Livro Verde (1979), entre outras.
Ângela Mascarenhas Santos, poeta.
Ângela Melim (RJ), poetisa. Obras: Das Tripas Coração (1978), O Vidro e Nome (1974), entre outras.
Angela Melim, poeta.
Ângela Moura Campos, poeta.
Angela N. Yano, poeta.
Angela Nassim/Lynn, poeta.
Ângela Oiticica, poeta.
Angela Padilha, poeta.
Angela Palhares, poeta.
Angela Santos, poeta.
Angela Sarmet Moreira, poeta.
Angela Schaun, poeta.
Angela Schnoor, poeta.
Angela Serna, poeta.
Angela Stefanelli, poeta.
Angela Togeiro, poeta.
Ângela Vilma, poeta.
Angélica Borges, poeta.
Angélica Manfroi, poeta.
Angélica Maria Santos Soares, escritora. Obras: A Celebração da Poesia  (1983), entre outras.
Angélica Maria Vilela Rebello Santos, poeta.
Angélica Masy, poeta.
Angélica Soares Ogasawara, poeta.
Angelina Macedo, poeta.
Angelina Vidal, poeta.
Angelita Marchi, poeta.
Angelita Soares, poeta.
Angelo Amparo, poeta.
Ângelo D´Ávila, poeta.
Ângelo D’ávila, romancista. Obras: Contramundo (romance), entre outras.
Ângelo de Lima, poeta.
Angelo Giardini, poeta.
Ângelo Henrique, poeta. Ref.: poema publicado na revista Dazibao, 1997.
Angelo Lins, poeta.
Angelo Longo, poeta.
Ângelo Machado, ficcionista infanto-juvenil. Obras: O Velho da Montanha (1992), obra ganhadora do Prêmio Jabuti da Câmara Brasileira do Livro, categoria infantil-juvenil.
Ângelo Monteiro (AL), poeta. Obras: O Inquisidor, O Rapto das Noites ou o Sol Como Medida (1982), entre outras.
Angelo Monteiro, poeta.
Ângelo Osvaldo (MG), jornalista e poeta. ref.: Poema Bené da Flauta publicado no Poesia Livre 8.
Angelo Oswaldo, poeta.
Angelo Paludeto Neto, poeta.
Ângelo Papa Neto, poeta.
Ângelo Pasa, poeta.
Angelo Paschoal Tormena (SP) policial militar florestal, autor da poesia Árvore, participa da antologia A nova poesia brasileira 1985.
Ângelo Pessoa Martins, poeta.
Ângelo Soares Neto, poeta.
Aníbal Albuquerque, poeta.
Anibal Beça, poeta.
Aníbal Cristobo, poeta.
Aníbal de Freitas, poeta.
Aníbal Freitas (1910, MG-?), poeta. Ref.: Poema Eu e o Ribeirão Brumadob publicado no Poesia Livre, 7, 1980.
Aníbal Machado [A. M. M.](?-1964), romancista. Obras: A Morte da Porta-Estandarte e Outras Histórias (1965), João Ternura (1965), entre outras.
Aníbal Machado, poeta.
Anibal Ribeiro Filho, poeta.
Aníbal Teixeira, ficcionista. Obras: A Bomba (1981), entre outras.
Aníbal Teófilo, poeta.
Aniely Roberta da Silva, poeta.
Anilda Leão (AL), contista; membro da Academia Alagoana de Letras. Obras: Riacho Seco (1981), entre outras.
Anilda Leão, poeta.
Anis Murad, poeta.
Anísio Alves de Roma Filho (1959, BA) escritor, poeta e teatrólogo; autor de Talhado para Tristeza, Gotas de carinho, Cantos e encantos, entre outras. participa da antologia A nova poesia brasileira 1985.
Anísio Guimarães, poeta.
Anísio Lana, poeta.
Anísio Teixeira [A. Spínola T.] (1900, BA-1971), ensaísta e educador. Obras: Universidade e Liberdade Humana, entre outras.
Anita Cerqueira, poeta.
Anita Costa Prado, poeta.
Anita Dias Camcum, poeta.
Anita Philipovsky, poeta.
Anita Thomaz Folmann, poeta.
Anito José Steinbach (GO), poeta.
Anna Alexandrina Cavalcanti de Albuquerque
Anna Athanazio de Oliveira, poeta.
Anna Carolina, poeta.
Anna de Oliveira, poeta.
Anna Duarte
Anna Leite, poeta.
Anna Maria Avelino Ayres, poeta.
Anna Paes, poeta.
Anna Paula Guinalia, poeta.
Anna Servelhere, poeta.
Anne Cerqueira, poeta.
Anne Raquel (RJ), poetisa. Obras: Nóis Nua (1982), entre outras.
Anne Raquel, poeta.
Anneliese Schmidt, poeta.
Annelise Kraus, poeta.
Annita Costa Malufe
Annita Ribeiro de Castro, poeta.
Anrique de Mota, poeta.
Anrique de Saa, poeta.
Anselmo de Oliveira, poeta.
Anselmo Guimarães, poeta.
Anselmo Ribeiro, poeta.
Anselmo Rodrigues da Silva, poeta.
Anselmo Santos, poeta integrante do movimento poema/processo.
Antenor A. Gonçalves Filho, poeta.
Antenor Bissoqui, poeta.
Antenor Ferreira Junior, poeta.
Antenor Ferreira Lima, poeta.
Antenor Nascentes [A. de Veras N.] (1886, RJ-1972), filólogo e lexicógrafo. Obras: Dicionário Etimológico da Língua Portuguesa, entre outras.
Antenor Pinteira Madeira, ficcionista. Ref.:participa do livro O Folclore da Caixa (1985).
Antero Coelho Neto, poeta.
Anthístenes Pinto, poeta.
Antonia de Jesus, poeta.
Antoniel Campos, poeta.
Antoniella Devanier, poeta.
Antonieta Borges Alves, poeta.
Antonieta Dias de Morais, ficcionista infanto-juvenil. Obras: A Varinha do Caapora, entre outras.
Antonieta Dias Novaes, poeta.
Antonieta Gurgel, poeta.
Antônio A. de Assis, poeta.
Antônio A. V. Tavares, poeta.
Antônio Adonias, poeta.
Antônio Adriano Medeiros, poeta.
Antônio Afonso Alves (1910, RJ-?), formado em jornalismo, escritor de cartas a jornais e poeta. Ref.: Participa da Antologia Escritores Brasileiros 1985.
Antônio Airton do Rosário, poeta.
Antônio Airton Machado Montes, poeta.
Antônio Albino Pinheiro Marinho, poeta.
Antônio Alcir Bernardez Péccora, contista. Ref.: Almanaque – Cadernos de Literatura e Ensaio 7/1978.
Antônio Alípio Mendes Gil, poeta.
Antônio Almeida, poeta.
Antônio Alves Faria, poeta.
Antônio Andrade, poeta.
Antônio Angelo, poeta.
Antônio Apolinário de Souza, poeta.
Antônio Arcela, poeta.
Antônio Auggusto João, poeta.
Antônio Augusto de Assis, poeta.
Antônio Augusto G. Arraes, poeta.
Antônio Augusto Mariante Furtando (RS), poeta. Ref.: poesia  incluída na antologia Geração 80 (1984), organizada por M. G. Bordini e R. Zilberman.
Antônio Augusto Paim Braga, poeta.
Antônio Barreto (MG), poeta. Obras: O Sono Provisório, vencedora do Prêmio Remington de Poesia 1978; entre outras.
Antônio Barreto do Amaral, escritor. Obras: História dos Velhos Teatros de São Paulo, laureada com o Prêmio José Ermírio de Morais, 1980, do Pen Clube de São Paulo.
Antônio Barreto, poeta.
Antônio Batista Bezerra Neto, poeta.
Antônio Batista Guedes, poeta.
Antônio Bella (RJ), poeta. Obras: Escândalo (1985), em parceria com Diana Alita; entre outras.
Antônio Bertolazzo, poeta.
Antônio Bezerra Machado, poeta.
Antônio Bezerra Neto, poeta.
Antônio Bispo dos Santos, poeta.
Antônio Bivar, poeta.
Antônio Branco, poeta.
Antônio Brasileiro, poeta.
Antônio Bulhões (1925, RJ-), contista. Obras: Estudos para a Mão Direita e Outra Terra, Outro Mar, entre outras.
Antônio Cabral, poeta, ligado a Poesia Práxis. Obras: Diadiário Cotidiano (1964), entre outras.
Antônio Calado [A. Carlos C.] (1917, RJ-1997), jornalista, romancista, biógrafo e teatrólogo; membro da ABL. Obras: A madona de cedro, Bar Don Juan (1971), Esqueleto na lagoa Verde, O homem cordial e outras histórias, O tesouro de Chica da Silva, Quarup e Sempreviva, entre outras.
Antônio Calloni, poeta.
Antônio Cândido [A. C. de Melo e Sousa] (1918, RJ-), crítico literário e professor de literatura. Obras: Brigada Ligeira, Ficção e Confissão, Formação da Literatura Brasileira (Momentos decisivos) e Literatura e Sociedade, entre outras.
Antônio Cândido da Silva (RO), escritor; membro da UBE-RO, criada em 1980.
Antônio Canuto [Luís A. C. dos Santos] (SP), poeta. Obras: Reflexões no Baile das Chamas Azuis (1984), Cantos do Delírio, entre outras.
Antônio Canuto, poeta.
Antônio Caos, poeta.
Antônio Cardoso de Oliveira, poeta.
Antônio Cardoso Oliveira (1947, PB), poeta. Ref.: participa do livro Cem Poemas Brasileiros, 1980.
Antônio Cardoso, poeta.
Antônio Carlos (MG), poeta. Ref.: A Produção Independente na Literatura – Catálogo para o Movimento, 1982.
Antônio Carlos Alvim (MA), poeta. Ref.: Participação na antologia Novos Poetas do Maranhão, edição UFMA, 1983.
Antônio Carlos Bella, poeta.
Antônio Carlos Borges Cunha/Tusca, poeta.
Antônio Carlos Cabral, poeta. ref.: participação na revista Praxis, nº 4.
Antônio Carlos Dávolos, poeta.
Antônio Carlos de Brito/Cacaso, poeta.
Antônio Carlos de Paula, poeta.
Antônio Carlos de Souza Lima, poeta.
Antônio Carlos Diniz de Oliveira (PB), contista. obras: Boca Aberta (1983), entre outras.
Antônio Carlos Donegá Aidar, poeta.
Antônio Carlos dos Santos (BA), poeta. Ref.: A Produção Independente na Literatura – Catálogo para o Movimento, 1982.
Antônio Carlos F. Rocha de Malhado, poeta.
Antônio Carlos Guimarães (GO), poeta e contista. ref.: produção publicada no Jornal-Eco, editado pelo próprio.
Antônio Carlos Leão, poeta.
Antônio Carlos Lima, escritor. Ref.: poema publicado na revista Dazibao, 1997.
Antônio Carlos Lobo, escritor. Ref.: Jornal de Cultura, nº 11, 1986, órgão oficial do Fórum Intersindical dos Escritores.
Antônio Carlos Lucena (Touchê)
Antônio Carlos Macedo Leitão, poeta.
Antônio Carlos Mattos, poeta.
Antônio Carlos Menezes, poeta.
Antônio Carlos Moreira, poeta.
Antônio Carlos Nantes de Oliveira, contista. Ref.: Conto Constituinte: Um Conto conta a História, publicado no Boletim Banca do Pó-etá, nº 10, dezembro de 1987.
Antônio Carlos Neves, ficcionista. Obras: Outra Vez a Esperança, entre outras.
Antônio Carlos Nogueira de Almeida, poeta.
Antônio Carlos Nunes da Matta, poeta.
Antônio Carlos Oliveira de Farias, poeta.
Antônio Carlos Oppermann Thomé, poeta.
Antônio Carlos Osório, poeta, contista e ensaísta; membro da Academia Brasiliense de Letras. Obras: O Desafio do Branco (1983), entre outras.
Antônio Carlos Osorio, poeta.
Antônio Carlos Osorio, poeta.
Antônio Carlos Pastre, poeta.
Antônio Carlos Resende, ficcionista. Obras: Magra mas não Muito, as Pernas Sólidas, Morena, O Louva-a-Deus, entre outras.
Antônio Carlos Rocha, escritor. Ref.: Jornal de Cultura, nº 11, 1986, órgão oficial do Fórum Intersindical dos Escritores.
Antônio Carlos Rocha/Macedo, poeta.
Antônio Carlos Sacchim, poeta. Obras: A Poesia do Menos, obra premiada pelo INL, em 1983; Elementos (1984), entre outras.
Antônio Carlos Secchin (1952, RJ-), poeta, professor de literatura; editor da revista Poesia Sempre, da Biblioteca Nacional. Obras: Poesia e Desordem (1996), entre outras.
Antônio Carlos Secchin, poeta.
Antônio Carlos Tórtoro, poeta.
Antônio Carlos Viana, poeta.
Antônio Carlos Vilaça (1939, PE-), romancista, crítico literário e memorialista. Obras: O Nariz do Morto, O Anel e O Livro de Antônio, entre outras.
Antônio Carneiro Portela (CE), poeta. Ref.: A Produção Independente na Literatura – Catálogo para o Movimento, 1982.
Antônio Carneiro Portella, poeta.
Antônio Carneiro, poeta. ref.: Poema Deus, publicado no Jornal de Letras, 12/1982.
Antônio Carolino Bezerra (Tony Caroll)
Antônio Casemiro da Silva (SP), poeta. Obras: Pela Poesia do Povo (1984), entre outras.
Antônio Castro Alves Nunes Borges, poeta.
Antônio Celso Borges Araújo (MA), poeta. Ref.: Participação na antologia Novos Poetas do Maranhão, edição UFMA, 1983.
Antônio César Drumond Amorim (MG), ficcionista infanto-juvenil. Obras: História de um Primeiro Amor, laureada com o prêmio Alfredo Machado Quintela, da Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil.
Antônio Cícero da Silva (Carapicuíba/SP)
Antônio Cícero, poeta.
Antônio Cláudio Soído (?-?), poeta, tradutor e oficial da armada nacional.
Antônio Costa, poeta. Ref.: Revista Escrita, nº 7, 1976.
Antônio Couri, poeta.
Antônio Couto Andrade (1940, MG-), poeta, advogado e empresário; publicou o livro Linimento, poesias e participa da antologia A Praça é do Povo.
Antônio Cristino, poeta.
Antônio da Cruz, poeta.
Antônio da Cunha, poeta.
Antônio da Silva, poeta.
Antônio Damasio, poeta.
Antônio de Alcântara Machado (SP-1941), escritor. Obras: Braz, Bexiga e Barrafunda, entre outras.
Antônio de Alcântara Machado [A. Castilho de A. M. de Oliveira] (1901, SP-1935), contista e cronista. Obras: Cavaquinho e Saxofone e Brás, Bexiga e Barra Funda, entre outras.
Antônio de Almeida Morais Jr. Dom (-†1983), religioso e orador sacro. Obras: Problemas Atuais, entre outras.
Antônio de Almeida Rodrigues, poeta.
Antônio de Campos, poeta.
Antônio de Carvalho Melo, poeta.
Antônio de Castro Lopes (1827-1901), arrolado entre os poetas menores do Romantismo brasileiro, por Nélson Werneck Sodré.
Antônio de Castro, poeta.
Antônio de Macedo Costa (1830, BA-1891), religioso, polemista e orador sacro. Obras: Direito Contra Direito, entre outras.
Antônio de Oliveira, romancista. Obras: O Urso (1901), entre outras.
Antônio de Pádua e Silva (1957, MG-2002), jornalista, poeta e ficcionista infanto-juvenil. Obras: O Gato que Amava Girl, Guerra no Pantanal, Selva e Chuva e Na Terra da Confusão.
Antônio de Pádua e Silva, poeta.
Antônio de Paiva Fernandes (RS- 1972), poeta. Obras: Magé, Minha Vida, entre outras.
Antônio de Paula Barreto Carvalho, poeta.
Antônio de Pinho, poeta.
Antônio de Sá (1620, RJ-1678), orador sacro. Nasce no Rio, estuda com os Jesuítas e forma-se em 1639; viaja para Portugal e Roma e se notabiliza como orador. Obras: Sermões (1750), impressos em Lisboa.
Antônio de Santa Maria Jaboatão (1695, PE-1764), frei franciscano, autor de Orbe Seráfico e Catálogo Genealógico.
Antônio de Santa Maria Jaboatão (Fr.)
Antônio Delfino, poeta.
Antônio Dimas, ensaísta e crítico literário.
Antônio do Pinho (SP), poeta. Ref.: A Produção Independente na Literatura – Catálogo para o Movimento, 1982.
Antônio Donin, poeta.
Antônio Donizeti da Cruz, poeta.
Antônio Draetta, poeta.
Antônio Edilson de Santana, poeta.
Antônio Edvandro Pessoa de Oliveira, poeta.
Antônio Espeschit, poeta.
Antônio Falcão, poeta.
Antônio Fantinato, poeta.
Antônio Fantinato, poeta. obras: Efemerário (1984), entre outras.
Antônio Félix Pimentel, poeta.
Antônio Fernando da Franceschi, poeta.
Antônio Fernando da Silva, poeta.
Antônio Fernando de Andrade (PE), poeta trovador. Ref.: Poema publicado no Galope Poético, nº 26, editado por Jurandir Schmidt.
Antônio Fernando de Andrade, poeta.
Antônio Fernando De Franceschi, poeta. Obras: Caminho das Águas (1986), obra ganhadora do Prêmio Jabuti da Câmara Brasileira do Livro, categoria poesia; Tarde Revelada, A Olho Nu, entre outras.
Antônio Fernando G. Santos, poeta.
Antônio Ferreira Chaves, poeta.
Antônio Ferreira, poeta.
Antônio Fogaça, poeta.
Antônio Fonseca, poeta.
Antônio Fraga (RJ-?), poeta, romancista e ensaísta. Obras: Desabrigo (1945), Pornesias (1987), Moinho, entre outras.
Antônio Francisco Dutra e Melo (1823, RJ-1846), poeta e crítico, com trabalhos publicados na Minerva Brasiliense.
Antônio Francisco, poeta.
António Franco Alexandre, poeta.
Antônio Gabriel E. de Souza, poeta.
António Gancho, poeta.
Antônio Girão Barroso, poeta.
Antônio Gomes da Silva, poeta.
Antônio Gomes de Arruda Barreto, poeta.
Antônio Gonçalves Dias, poeta.
Antônio Henriques Leal (1828, MA-1885), historiador e crítico literário.
Antônio Herci Ferreira Júnior, poeta.
Antônio Hohlfeldt (RS), crítico, ensaísta, ficcionista e professor universitario. Ref.: Revista Escrita, nº 13, 1976.
Antônio Houaiss (1915, RJ-1999), professor, diplomata, filólogo, lexicógrafo e ensaísta; membro da ABL. Obras: Crítica avulsa, Enciclopédia Mirador Internacional, Seis poetas e um problema, Drummond mais Seis poetas e um problema, entre outras.
Antônio Ilson Kotovski Filho, poeta.
Antônio Isair da Silva, poeta.
Antônio J. Santana, poeta.
Antônio J. Siqueira, poeta.
Antônio José da Silva (1705, RJ-1753), teatrólogo. Sua inclusão como escritor brasileiro é controversa, já que viveu desde os 8 anos em Portugal e seus escritos não falam da nossa realidade.
Antônio José de Moura (GO), contista e romancista. obras: Dias de Fogo, laureada com o Prêmio Fernando Chinaglia, 1981.
Antônio José de Moura, poeta.
Antônio José Simões de Carvalho, poeta. Obras: Raio de Luz, entre outras.
Antônio Júnior, poeta.
Antônio Juraci Almeida Siqueira, poeta.
Antônio Juraci Siqueira (PA), açougueiro, formado em Filosofia, poeta e trovador. Obras: Piracema de Sonhos (1987), e participação no livro Antologia da Trova Escabrosa, entre outras.
Antônio Juraci Siqueira, poeta.
Antônio Kidelmir Dantas, poeta.
Antônio Lafayette, poeta.
Antônio Lázaro de Almeida Prado, poeta.
Antônio Leal de Santa Inês (SP), romancista. Obra: A Ilha Esquecida.
Antônio Libério Neves, poeta.
Antônio Lisboa Carvalho de Miranda, poeta.
Antônio Lopes Ribeiro, poeta.
Antônio Lourenço, poeta.
Antônio Luís Andrade, poeta integrante do movimento poema/processo.
Antônio Luiz (Touchê)
Antônio Luiz Fontela, poeta.
Antônio Luiz Lopes, poeta.
Antônio Luiz Miranda Amorim, poeta.
Antônio Luiz Vieira, poeta.
Antônio Macedo, poeta.
Antônio Manoel Alves Rangel, poeta.
Antônio Manuel Abreu Sardenberg, poeta.
Antônio Manuel Couto Viana, poeta. ref.: Participação na Revista Brasileira de Poesia e Crítica, 11/1984.
Antônio Mariano de Lima, poeta.
Antônio Marques, poeta.
Antônio Massa, poeta.
Antônio Milano, poeta.
Antônio Miranda, poeta.
Antônio Moacir Saraiva, poeta.
Antônio Morais de Carvalho, poeta.
Antônio Morais e Silva (1755, RJ-1824), dicionarista e poeta. Obras: Dicionário da Língua Portuguesa (1789), História de Portugal e uma Gramática Portuguesa, e dois volumes de poesias, mas se conhece apenas o segundo, aparecido em 1812.
Antônio N. Fardo, poeta.
Antônio Nobre, ficcionista.
Antônio Normando, poeta.
Antônio Nunes de Almeida, escritor. Ref.: Membro da Academia Castro Alves de Letras.
Antônio Olavo Pereira (1913, SP-), romancista. Obras: Contra-Mão (1950),  Marcoré (1957), Fio de Prumo (1965), entre outras.
Antônio Olinto [A. Olyntho Marques da Rocha] (1919, MG-), jornalista, professor, crítico literário e poeta; membro da ABL. Obras: Presença (1949), As Teorias (1967), A Paixão Segundo Antônio (1967), O Rei do Keto (1981), O Dia da Ira (1986), A Invenção da Verdade, A Casa da Água, entre outras.
Antônio Olívio, poeta.
Antônio Osório, poeta.
Antônio Osvaldo Jacques (RJ), poeta. Ref. Poema publicado na revista alternativa Maçaneta, nº 1, 1984.
Antônio Oswaldo Jacques, poeta.
Antônio P. Mello, poeta.
Antônio Papi Júnior (1854-1934), romancista. Obras: O Simas (1898), Sem Crime (1920), A Casa dos Azulejos (1927).
Antônio Patrício, poeta.
Antônio Paulo da Costa Bilego, cronista. Ref.: Membro da Academia de Letras, Cultura e Artes do Centro-Oeste.
Antônio Pedro Braga, poeta.
Antônio Pedro, poeta.
Antônio Pereira Mello, poeta.
Antônio Pereira Neto, poeta.
Antônio Pereira Rebouças (1798-1880), crítico político.
Antônio Pereira, poeta.
Antônio Perez [A. P. Pacheco] (1961, MT-), jornalista e poeta. Obras: Retalhos, entre outras.
Antônio Peticov, poeta.
Antônio Pinto Medeiros (1919, RN-1970), poeta. Ref.: citado por Moacy Cirne, in Vanguarda: um Projeto Semiológico, 1975.
Antônio Possidônio Sampaio (SP), escritor, autor do livro A Capital do Automóvel (1984), e um dos subscritores do Manifesto em Defesa do Livro e da Leitura, 1987.
Antônio Quadros, poeta.
Antônio Ramos Rosa, poeta.
Antônio Rangel Bandeira, poeta de tendências formalistas, depois da Geração de 45.
Antônio Rangel Bandeira, poeta.
Antônio Rebouças Falcão, contista. Ref.: Almanaque – Cadernos de Literatura e Ensaio 7/1978.
Antônio Reis, poeta.
Antônio Reisério Filho, poeta.
Antônio Risério (BA), poeta. Ref.: Literatura Comentada - Poesia Jovem (anos 70), 1982.
Antônio Risério Leite (1921, BA-1981), escritor, segundo nota de pesar do Jornal de Letras, 01/1982.
Antônio Risério, poeta.
Antônio Roberto Góis Cavalcanti, poeta.
Antônio Romane (1948, PR-), poeta e jornalista. Obras: Alenterra, Certas Pessoas e Outra Gente, entre outras.
Antônio Romane, poeta.
Antônio Ronaldo, poeta.
Antônio Salema, poeta. ref.: Participação na Revista Brasileira de Poesia e Crítica, 11/1984.
Antônio Sales (1868, CE-1940), romancista poeta e trovador. Obras: Aves de Arribação (1913, romance), entre outras.
Antônio Sales Filho, professor e ensaísta. Obras: A Negação em “Vila dos Confins” (1980), entre outras.
Antônio Sampaio, poeta.
Antônio Santos de Souza Neto, poeta.
Antônio Savino, poeta.
Antônio Seixas, poeta.
Antônio Sérgio Bueno   
Antônio Short, poeta.
Antônio Soares Amora [A. Augusto S. A.] (1917, SP-), historiador da literatura e crítico literário. Obras: História da Literatura Brasileira e Teoria da Literatura, entre outras.
Antônio Soares Gomes (MT), poeta. Obras: Retrato do Cotidiano (1998), Impurezas do Espelho (2002), entre outras.
Antônio Soares, poeta.
Antônio Sodré [A. S. de Sousa Neto] (1959, MT-), poeta, livreiro, agitador cultural. Obras: Besta poética e Empório literário – versos diversos (2005), e participa da antologia A Arte Anda por Aí, entre outras.
Antônio Sodré, cronista. Ref.: Jornal de Letras, 01/1984.
Antônio Teixeira, poeta.
Antônio Temóteo dos Anjos Sobrinho, poeta.
Antônio Teodoro dos Santos, poeta.
Antônio Teófilo, poeta. Obras: Elegíada (1976), entre outras.
Antônio Tomás, padre (1868, CE-1941), poeta. O melhor de sua produção poética está reunida no livro Padre Antônio Tomás, editado por Dinorá Tomás Ramos, sobrinha do poeta.
Antônio Torre Medina (PE), poeta. Ref.: A Produção Independente na Literatura – Catálogo para o Movimento, 1982.
Antônio Torres [A. dos Santos T.] (1885, MG-1934), jornalista e crítico. Obras: Verdades Indiscretas e Prós e Contras, entre outras.
Antônio Torres da Cruz (1940, BA), romancista. Obras: Adeus, Velho (1981), Um Cão Uivando para a Lua, O Cachorro e o Lobo, entre outras.
Antônio Trotta, poeta.
Antônio Urbano Ferreira, poeta.
Antônio Valentim Rufatto, poeta.
Antônio Vanildo Souza Oliveira, poeta.
Antônio Vasconcelos (SP), poeta. Referência: Mostra Visual de Poesia Brasileira, número 13, ano 3, dezembro 1985.
Antônio Vasconcelos, poeta.
Antônio Vieira (1608, Lisboa-1697), padre e orador. Obras: Os Sermões.
Antônio Vieira Câmara, poeta e professor. Ref.: Membro da Academia de Letras, Cultura e Artes do Centro-Oeste.
Antônio Vieira, padre (1608, Portugal-1697), orador sacro. Nasce em Lisboa, vem para o Brasil com seis anos de idade, estuda na Bahia e ordena-se padre na Companhia de Jesus e teve questões com ela, e foi tanto político, e conselheiro da Corte, como homem de letras. Como tal notabiliza-se com orador, mestre incomparável do idioma e profundo conhecedor dos textos bíblicos. Obras: Sermões (1679-1748), em 15 volumes.
Antônio Virgilio de Andrade
Antônio Wellington, poeta.
Antônio Xavier, poeta.
Antônio Zoppi, poeta.
Antunes Filho [José Alves A. Fº.] (1929, SP-), teatrólogo e diretor de teatro; adapta para o teatro Macunaíma, de Mário de Andrade.
Antunes Jr.
Aparecida Ana Franca Suzuki (SP), ficcionista. Obras: O Jardim Japonês, entre outras.
Aparecida Barbosa, poeta.
Aparecida Barreto, poeta.
Aparecida Mariano de Barros, poeta.
Aparecida Silva (Andriella)
Aparício Fernandes, poeta trovador.
Aparício Fernandes, poeta.
Aparício Torelly (1895, RS-1971), humorista; considerado um dos criadores da moderna linguagem do humor no Brasil.
Apolinário Porto Alegre [A. José Gomes P. A.] (1844, RS-1904), romancista; considerado um dos primeiros escritores regionalistas gaúchos. Obras: O Vaqueano, entre outras.
Apollo Taborda França, poeta.
Apolo Taborda França (PR), poeta. Obras: Praças de Curitiba (1983), entre outras.
Aprígio dos Anjos, humorista e poeta; irmão de Augusto dos Anjos.
Aprígio Nogueira (1928, MG-), poeta trovador e militar da Aeronáutica. Ref.: Participação no livro Antologia da Trova Escabrosa, entre outras.
Aquino Correia, dom [Francisco A. C.] (1885, MT-1956), poeta, arcebispo e político; membro da ABL.
Aracely Braz, poeta.
Araci Barreto da Costa, poeta.
Araci Barreto da Costa, poetisa. Obras: Sonho (1983), entre outras.
Arádia Raymon, poeta.
Arael Atahuani (Zozmendi; R. Roldan)
Aragão Lima (MT), poeta. Ref.: Jornal de Cultura, nº 11, 1986, órgão oficial do Fórum Intersindical dos Escritores.
Arahilda Gomes Alves (MG) professora de canto, autora de diversos hinos escolares, e dos livros: Para fugir à monotonia no curso de musicalização e criatividade, A voz que pensava demais participa da antologia A Praça é do Povo.
Arakén Rego, poeta.
Araray Atagoré Indio Velho, poeta.
Araripe Coutinho, poeta.
Araripe Júnior [Tristão de Alencar A. Jr.] (1848, CE-1911), contista, romancista, jornalista, crítico literário, advogado, político e magistrado; membro fundador da ABL. Obras: Contos Brasileiros, Luizinha, Quilombo dos Palmares, Miss Kate, Cartas sobre a Literatura Brasileira, Movimento Literário de 1893, Casinha de Sapé, Crepúsculo dos Povos, entre outras.
Araújo Figueiredo (SC), escritor. Ref. Estudado no livro O Canto do Cisne Negro e Outros Estudos (1982), de Nereu Corrêa.
Araújo Horta, poeta.
Araújo Porto Alegre
Araújo Porto Alegre [Manuel José de A. P. A.] (1806, RS-1879), poeta romântico. Obras: Brasilianas e Colombo, entre outras.
Archânjelo Franchetti, poeta.
Arciléia Carvalho, poeta.
Areolinda de P. Oliveira, poetisa. Ref.: Fala Texto & Desenhos – Satélite Gama, 1986.
Arethuza Viana, poeta.
Argelce Carvalho Santos da Mota, poeta.
Argemira F. Marcondes, poeta.
Argemiro de Figueiredo (RJ), poeta. Ref. Poema Silêncio Mudo publicado na revista alternativa Maçaneta, nº 1, 1984.
Argemiro de Figueiredo, poeta.
Argemiro de Paula Garcia Filho, poeta.
Argemiro Neto, poeta.
Argus Cirino (SC), poeta, romancista e médico. Obras: O Primeiro Chamado (1981), entre outras.
Arhur F. Baptista, poeta.
Ari J. Longh, poeta. ref.: Participação na coletânea 3º Torneio Nacional da Poesia Falada, 1970.
Ari Lins Pedrosa (AL), poeta. Ref.: Poema publicado no Galope Poético, nº 15, editado por Jurandir Schmidt.
Ari Lins Pedroso, poeta.
Ari Quintela, ficcionista infanto-juvenil. Obras: Cão Vivo, Leão Morto (1980), entre outras.
Ari Ribeiro (MT), poeta, naturalista e paisagista. Ref.: Participa da antologia A Arte Anda por Aí.
Ari Rocha (1924, MG-), poeta, professor, advogado e juiz trabalhista. Obras: Alguns aspectos do futuro imperfeito na poesia de Manuel Bandeira, tese de concurso; Intercomunicação pessoal em Rotary e participa da antologia A Praça é do Povo.
Ariadne Mendes Lima, poeta.
Ariana Nobre da Silva, poeta.
Ariano Suassuna [A. Vilar S.] (1927, PB), dramaturgo e romancista. Obras: Romance d’A Pedra do Reino e o Príncipe do Sangue do Vai-e-Volta (1971), Auto da Compadecida, O Santo e a Porca, entre outras.
Ariano Suassuna, poeta.
Ariaz Leguim, poeta.
Aricy Curvello [A. C. d’Ávila Filho] (1942, MG-), poeta e advogado. Obras: Os Dias Selvagens te Ensinam, Vida Fu(n)dida e participa de diversas antologias.
Aricy Curvello, poeta.
Ariel Cezar Vasconcelos, poeta.
Ariel Nascimento, poeta.
Ariene Lôbo, poeta.
Arini Francisco de Melo Jr, poeta.
Arinos de Belém, poeta.
Ariovaldo B. Nascimento, poeta.
Aristeu Seixas, poeta. ref.: amor não correspondido de Francisca Júlia da Silva, segundo o Dicionário de Mulheres do Brasil
Aristides Ferreira Neto, poeta.
Aristides Fraga Lima (BA), ficcionista. Obras: Perigos do Mar (1985), entre outras.
Aristides Guimarães, poeta integrante do movimento poema/processo.
Aristides Klafke [A. Sérgio K.] (SP), poeta. Obras: Osso Geral (1977), Espinha Dorsal (1978), entre outras.
Aristides Klafke, poeta.
Aristides Magalhães Bastos, poeta.
Aristides Teodoro (SP), poeta. Ref.: A Produção Independente na Literatura – Catálogo para o Movimento, 1982.
Aristides Theodoro, poeta.
Ariston Rocha Filho (1948, BA), poeta e contista. Obras: Imaginália 23 Poemas (1980), De Olho nas Vaquinhas Malhadas, entre outras.
Ariston Rocha, poeta.
Aristotelina Pimentel, poeta.
Arita Damasceno Pettená
Arlete Castro, poeta.
Arlete de Andrade, poeta.
Arlinda Lamego, poeta.
Arlindo Andrade (1930, RJ-), escritor e compositor; membro da Academia de Letras e Artes do Rio de Janeiro e da Associação Regional de Imprensa. Ref.: Participa da antologia A nova poesia brasileira 1985.
Arlindo Barbeitos, poeta.
Arlindo Costa, poeta.
Arlindo Nóbrega, poeta.
Arlindo Pinto de Souza, poeta.
Arlindo Tadeu Hagen, poeta.
Armando A. C. Garcia, poeta.
Armando Bragliola, poeta.
Armando Côrtes-Rodrigues, poeta.
Armando Costa (1933-1984), teatrólogo, roteirista de cinema e TV; escreveu peças de teatro em parceria com Oduvaldo Viana Filho e Ferreira Gullar; na TV escreveu roteiros para A Grande Família, Malu Mulher, Plantão de Polícia, entre outras.
Armando de Oliveira Silva, escritor. Ref.: Membro da Academia Castro Alves de Letras.
Armando Fontes, poeta.
Armando Freitas Filho (1940, RJ-), poeta. Obras: Palavra (1963), 3 x 4 (1985), À Mão Livre, De Cor, Números Anônimos, Mademoiselle Furta-cor, em parceria com Rubens Guerchman; entre outras.
Armando Freitas Filho, poeta.
Armando Leal, poeta.
Armando Nogueira (1927, AC), jornalista e cronista esportivo. Obras: O Homem e a Bola (1986), Drama e Glória dos Bicampeões, em parceria com Araújo Netto; Na Grande Área, Bola na Rede, entre outras.
Armando Ribeiro Pinto (PR), escritor. Obras: Os Gatos (1947), entre outras.
Armando Severo, poeta.
Armando Silva Carvalho, poeta.
Armando Sousa, poeta.
Armando Vaz Teixeira, poeta.
Armênia Teves, poeta.
Armindo Branco Mendes Cadaxa, poeta.
Armindo Lima da Silva, poeta.
Armindo Pereira (SE), romances, contos e ensaísta. Obras: Flagelo, Açoite, entre outras.
Armindo Rodrigues, poeta.
Armindo Trevisan (1933, RS), poeta. Obras: A Surpresa do Ser, A Imploração do Nada, Corpo a Corpo, O Moinho de Deus, Antologia Poética, Abajur de Píndaro, entre outras.
Armindo Trevisan, poeta.
Arnaldo Antunes (SP), poeta, letrista e músico. Obras: As Coisas (1992), obra ganhadora do Prêmio Jabuti da Câmara Brasileira do Livro, categoria poesia.
Arnaldo Antunes, poeta.
Arnaldo Barreto, poeta.
Arnaldo Campos, ficcionista. Obras: A Boa Guerra, Réquiem para um Burocrata, O Degrau, entre outras.
Arnaldo Delgado Sobrinho, poeta.
Arnaldo Di Matteo, poeta.
Arnaldo Magalhães Giacomo, ficcionista infanto-juvenil. Obras: Villa-Lobos, Alma Sonora do Brasil (1959), obra ganhadora do Prêmio Jabuti da Câmara Brasileira do Livro, categoria infantil.
Arnaldo Mateus Domínguez, poeta.
Arnaldo Niskier (1935, RJ-), jornalista, professor, educador, administrador, ensaísta e orador; membro da ABL. Obras: Problemática da educação brasileira (1964), O impacto da tecnologia (1972), Educação e cultura: da teoria à prática (1983), O professor universitário - Herói ou vilão (1994), O dia em que o mico-leão chorou (1989), O grito do Guarapiranga (1996), entre outras.
Arnaldo Simonetti, poeta.
Arnaldo Tobias (PE), poeta. ref. Poema O Que a Poesia Faz, publicado no O Cântaro, 1984.
Arnaldo Tobias, poeta.
Arnaldo Toricelli (RJ), contista. obras: Os Invasores (1982), entre outras.
Arnaldo Xavier (SP), poeta; integrante do movimento geração mimeógrafo, fundador ao lado de Aristides Klafke das Edições Pindaíba.
Arnaldo Xavier, poeta.
Arneyde Tessarolo Marcheschi, poeta.
Aroldo Ferreira Leão, poeta.
Aroldo Pereira, poeta.
Arquibaldo Peçanha Martins, escritor. Ref.: Membro da Academia Castro Alves de Letras.
Arquimedes da Silva Santos, poeta.
Arriete Vieira, poeta.
Arrigo Barnabé, poeta.
Arruda Porto, poeta. Obras: Cantos & Rimas (1981), entre outras.
Artêmio Sanchez (1951, MS-), poeta. Ref.: Cadernos Literários 35/36, poesia, nov.-dez. 1984, do Instituto Cultural Português.
Artemis Veiga, poeta.
Arthur Azevedo, poeta.
Arthur Bartjelmess, poeta.
Arthur da Távola, poeta.
Arthur F. Baptista, poeta.
Arthur Filho, poeta.
Arthur Henrique, poeta.
Arthur Omar, poeta.
Arthur Peckeris, poeta.
Arthur Xavier Filho, poeta.
Artifex von Blauen (PR) poeta. Ref.: Participa da antologia Reis Magros (1978).
Artur César [A. C. Ferreira Reis] (AM), ensaísta, historiador e professor. Obras: A Amazônia e a Cobiça Internacional, História do Amazonas, Santarém: Seu Desenvolvimento Histórico, entre outras.
Artur Cristóvão Madruga Martins (RS), contista. Obras: A Cor do Gesto, obra agraciada com menção honrosa no Concurso Fernando Chinaglia 1981, da UBE; entre outras.
Artur da Távola (RJ), cronista, poeta e jornalista. Obras: Do Amor ao Ensaio do Enigma (1983), entre outras.
Artur de Andrade Tabosa (PE), poeta; ref.: Participação na antologia Perfis em Poesia (1984).
Artur de Azevedo [A. Nabantino Gonçalves Belo de A.] (1855, MA-1908), poeta, contista, cronista e teatrólogo; considerado um dos fundadores da dramaturgia brasileira. Obras: Sonetos (1876), Uma Véspera de Reis na Bahia (1876), Jóia (1879), A Princesa dos Cajueiros (1880), Mandarim (1883), Cocota (1884), Bilontra (1885), O Carioca (1886), O Homem (1887), Fritz Mack (1888), República (1889), Viagem ao Parnaso (1890), Tribofe (1891), O Major (1894), A Fantasia (1895), Mercúrio (1896), Jagunço (1897), Contos Fora de Moda (1897), Contos Efêmeros (1897) e Contos Possíveis (1897) entre outras.
Artur de Oliveira (1851, RS-1882), cronista, professor e poeta, patrono da cadeira 3 da ABL. Obras: Flechas, crônicas, A Rua do Ouvidor, Poética e Literatura Nacional no Imperial Colégio Pedro II, e parte de sua obra está reunida em Dispersos .
Artur de Sales (BA-), poeta. parte de sua obra poética está publicada no livro Sete Tons de uma Poesia Maior (1984), de Cláudio Veiga.
Artur de Sales, poeta.
Artur Eduardo Benevides (PI), poeta. Obras: A Rosa do Tempo ou O Intérmino Partir (1981), Inventário da Tarde (1983), entre outras.
Artur Eduardo Benevides, poeta.
Artur Engrácio (AM), contista. obras: Contos do Mato (1981), menção honrosa do Prêmio Fernando Chinaglia 1976; entre outras.
Artur F. Batista (SP), poeta. ref.: jornal Voz da Nação, nº 10, 1986.
Artur Gomes (RJ), poeta. Obras: Auto do Boi-pintadinho (1980), O Boi Pintadinho (1983), Suor & Cio (1985), Jesus Cristo, Cortador de Cana, entre outras.
Artur Gomes, poeta.
Artur Jaceguai, Barão de Jaceguai [A. Silveira de Mota J.] (1843, SP-1914), almirante, historiador e memorialista, membro da ABL. Obras: Organização naval, O dever do momento, Quatro séculos de atividade marítima Portugal e Brasil, Ensaio histórico sobre o gênesis e desenvolvimento da Marinha brasileira e Reminiscências da Guerra do Paraguai, entre outras.
Artur Lobo (1869-1901), poeta e romancista. Obras: Rosais, entre outras.
Artur Machado Paupério, ensaísta.
Artur Matuck, poeta.
Artur Oliveira Mendes, poeta.
Artur Rodrigues (1963-), contista. obras: O que me veio à Mente (1983), Por um Fio (1990), entre outras.
Artur S. F. Eid, contista.
Artur Soares Da Cruz, poeta.
Ary Barroso, poeta.
Ary dos Santos, poeta.
Ary Fausto Maia, poeta.
Ary Jacomossi, poeta.
Ary Santos, poeta.
Ascânio Lopes, poeta.
Ascendino Leite (1915, PB), romancista e memorialista. Obras:  A Viúva Branca (1952), Visões do Cabo Branco (1981) A Prisão, Dias Memoráveis (1987), Um Ano no Outono, As Coisas Feitas, entre outras.
Ascendino Leite, poeta.
Ascenso Ferreira (1895, PE-1966), poeta. Obras: Catimbó (1927), Cana-Caiana, entre outras.
Ascenso Ferreira, poeta.
Aschelminto da Silva, poeta.
Assef Kfouri, poeta.
Assis Brasil [Francisco A. Almeida B.] (1932, PI), contista, romancista e crítico literário. Obras: Trágica Paixão, O Caboclo e a Cigana, Beira Rio Beira Vida, Contos do Cotidiano Triste e A Nova Literatura, entre outras.
Assis Brasil [Joaquim Francisco de A. B.] (1857, RS-1938), historiador e diplomata, responsável pelo reatamento das relações entre Brasil e Portugal.
Assis Chateaubriand [Francisco de A. C. Bandeira de Melo] (1891, PB-1968), jornalista e político; fundador dos Diários Associados e do Museu de Arte de São Paulo.
Assis Silva, poeta.
Asta Vonzodas, poeta.
Astier Basílio, poeta.
Astolfo Araújo, ficcionista. Ref.: Revista Escrita, nº 13, 1976.
Astrid Cabral (AM), poetisa e contista. Obras: Alameda (1963), Ponto de Cruz (1982), Torna-Viagem (1982), entre outras.
Astrid Cabral, poeta.
Astrogildo Pereira (1890, RJ-1965), crítico literário. Obras: Crítica Impura, entre outras.
Astrojildo Pereira, ensaísta, autor do livro Interpretações (1944), entre outras.
Atahualpa Pessoa Vianna, poeta.
Ataíde Lemos, poeta.
Ataliba Nogueira (SP-1984), escritor; membro da Academia Paulista de Letras.
Atanázio Enéas (SC), ensaísta. Obras: Falando de Gilberto Amado (1986), entre outras.
Atanazio Mario Fermandes Lameira, poeta.
Athos José Eduardo Nisio, poeta.
Ático Villas-Boas da Mota, poeta.
Átila Delamônica (MT), cronista. Obras: Memórias (1992), entre outras.
Atílio Andrade (1949, PR-), professor de Língua Portuguesa e poeta. Obras: Passarela e participa da Antologia Escritores Brasileiros 1985.
Attílio Milano, poeta.
Auber Fioravante Jr.
Audálio Alves (1930, PE-), poeta. Obras: Romanceiro do Canto Soberano (1966), Canto por Enquanto (1982), Princípio Áspero de uma Canção sem Terra (1987), entre outras.
Audálio Gomes Alves, poeta.
Audrina Galvão, poeta.
Augusta Campos, poeta.
Augusta Faro Fleury de Melo (GO), poetisa. Obras: Mora em Mim uma Canção-Menina (1983), Lua pelo Corpo (1984), entre outras.
Augusta Schimidt, poeta.
Augusto Alberto Neto (SC), poeta. Obras: Reflexões e Devaneios (1983), entre outras.
Augusto Alberto Neto, poeta.
Augusto Boal [A. Pinto B.] (1931, RJ-), dramaturgo e teórico. Obras: Teatro do Oprimido, entre outras.
Augusto Cesar da Cruz, poeta.
Augusto César Ribeiro Rocha (MA), poeta. Ref.: Participação na antologia Novos Poetas do Maranhão, edição UFMA, 1983.
Augusto César Ribeiro Rocha, poeta.
Augusto Cezar Sepulveda, poeta.
Augusto de Abreu, poeta.
Augusto de Campos [A. Luís Browne de C.] (1931, SP-), poeta e ensaísta; um dos fundadores do chamado movimento concretista. Obras: O Rei Menos o Reino, Vida, Viva Vaia, entre outras.
Augusto de Campos, poeta.
Augusto de Lima [Antônio A. de L.] (1859, MG-1934), poeta, jornalista, magistrado, jurista, professor e político; membro da ABL. Obras: Contemporâneas, Noites de sábado, Símbolos, entre outras.
Augusto de Lima, poeta.
Augusto Dias, poeta.
Augusto dos Anjos [A. de Carvalho Rodrigues dos A.] (1884, PB-1914), poeta, autor de um único livro de poemas EU e Outras Poesias, acrescidas posteriormente ao livro original.
Augusto dos Anjos, poeta.
Augusto dos Santos Abranches, ensaísta. Obra: Um Retrato de Marques Rebelo (1959).
Augusto Estelista Lins, diplomata e escritor; membro da Academia de Letras do Estado do Rio de Janeiro.
Augusto Ferraz (PE), contista. obras: Lição de Viver (1981), Memória dos Condenados (1983), entre outras.
Augusto Frederico Schmidt (1906, RJ-1965), poeta. Obras: Canto do Brasileiro Augusto Frederico Schmidt (1928), Canto do Liberto Augusto Frederico Schmidt (1929), Navio Perdido (1930), Pássaro Cego (1930), Desaparição da Amada (1931), Canto da Noite (1934), Estrela Solitária (1940), Mar Desconhecido (1942), O Galo Branco – páginas de memórias (1948), Fonte Invisível (1949), Mensagem aos Poetas Novos (1950), Ladainha do Mar (1951), Morelli (1953), Os Reis (1953), Poesias Completas (1956), Aurora Lívida (1958), Babilônia (1959), O Caminho do Frio (1964).
Augusto Frederico Schmidt, poeta.
Augusto Gil, poeta.
Augusto Linhares (1873, CE-1963), poeta satírico e médico.
Augusto Luciano Meyer, poeta.
Augusto Magne, escritor e religioso. Laureado com o Prêmio Machado de Assis, pelo conjunto da obra, concedido pela ABL, em 1951.
Augusto Massi, poeta.
Augusto Massi, poeta. Obras: Negativo, entre outras.
Augusto Meyer (1902, RS-1970), poeta, ensaísta, memorialista, jornalista e folclorista; membro da ABL. Obras: A ilusão querida (1923), Poemas de Bilu, Coração verde, Literatura & poesia, Poesias 1922-1955, Machado de Assis, Prosa dos pagos, Le Bateau ivre Análise e interpretação, Preto & Branco, Segredos da infância, Cancioneiro gaúcho, entre outras.
Augusto Meyer, poeta.
Augusto Selva, poeta.
Augusto Sérgio Bastos, poeta.
Augusto Severo Neto (RN), poeta. Obras: De Líricos e de Loucos (1980), entre outras.
Augusto Siron Pedra, poeta.
Áurea Charpinel, poeta.
Áurea de A. Féres, poeta.
Áurea Maria Castelo Branco Leal, poeta.
Aureliano de Figueiredo Pinto (1898, RS-1959), romancista. Obra: Memórias do Coronel Falcão (1973, embora escrito na década de 30).
Aureliano Leite (1885, RJ-?), escritor. ref.: Letras & Artes, 06/1987.
Aureliano Lessa [A. José L.] (1828, MG-1861), arrolado entre os poetas menores do Romantismo brasileiro, por Nélson Werneck Sodré.
Aurelina Silveira Ramos, poeta.
Aurélio Augusto (MT), poeta, agitador cultural e político. Obras: Momentos.
Aurélio Buarque de Holanda Ferreira (1910, AL-1989), dicionarista, ensaísta, filólogo e contista. Obras: Novo Dicionário da Língua Portuguesa e seus derivados, que devido ao sucesso editorial ficou conhecido como Aurélio, entre outras.
Aurélio Buarque de Hollanda, poeta.
Aurélio de Lira Tavares (1905, PB-1970), ensaísta, historiador da engenharia militar, memorialista, militar e engenheiro civil; membro da ABL. Obras: Domínio territorial do Estado, História da arma de engenharia, Quatro anos na Alemanha ocupada, A Amazônia de Júlio Verne, entre outras.
Aurélio Pinheiro (1883-1938), romancista. Obras: Gleba Tumultuária e Em Busca do Ouro, entre outras.
Aurélio Rodrigues de Loiola, poeta.
Áureo Cagliostro Oliveira Sampaio (SP) poeta. Ref.: Participação na antologia Escritores Brasileiros 1985.
Áureo Mello, poeta.
Áureo Melo (AM), romancista. Obras: Presença do Estudante Inhuc Cambaxirra (1981), entre outras.
Áureo Ramos, poeta.
Auri Antônio Sudati, poeta.
Auri Costa, poeta.
Aurila Araújo Vasconcelos, poeta.
Aurivaldina de Carvalho Gleyser, escritora. Ref.: Membro da Academia Castro Alves de Letras.
Aurolina Araújo de Castro, poeta.
Aurora da Graça Almeida (MA), poetisa. Obras: Nó de Brilho (1983), entre outras.
Aurora da Silva Cury, poeta.
Aurora Faggi Perini, poeta.
Aurora Rocha, poeta.
Austen Amaro, poeta. Obras: Imaginária Hélade, A Feição do Oriente, entre outras.
Austregésilo de Ataíde [Belarmino Maria A. Augusto de A.] (1898, PE-1993), jornalista, cronista, ensaísta, professor e orador; membro da ABL. Obras: Histórias amargas, A Influência Espiritual Americana, Fora da Imprensa, Mestres do Liberalismo, Filosofia Básica dos Direitos Humanos, Vana Verba. Alfa do Centavo, entre outras.
Austregésilo do Couto, poeta.
Austriclínio Quirino Ferreira (1899, PE-1953), poeta, jornalista e funcionário público; usou diversos pseudônimos entre os quais Austro Costa, Alcedo Triste, Crispim Fialho, João da Rua Nova, João do Moca e João Queremista. Obras: Mulheres e rosas (1922) e Vida e sonho (1945).
Austro Costa A. A. de Assis, poeta.
Austrogésilo Santana Porto (1921, SE-1968), ensaísta, jornalista, funcionário público, membro do Clube de Poesia e outras entidades culturais; co-fundador da Revista Época. Obras: O Realismo social na poesia em Sergipe (ensaio).
Auta da Silva, poeta.
Auta de Sousa (1876, RN-1901), poetisa. Obras: Horto (1893), com prefácio de Olavo Bilac e a edição de 1911 foi prefaciada por Alceu Amoroso de Lima. [*12/12/1876-†07/02/1901)
Autor Dalmasso
Autran Dourado [Valdomiro Freitas A. D.] (1926, MG-), romancista e contista. Obras: As Imaginações Pecaminosas (1981), Confissões de Narciso, Ópera dos Mortos e O Risco do Bordado, entre outras.
Avaniel Marinho, poeta.
Avanilton Aguilar (MG), poeta. obras: A Periculosidade do Avesso, Pássaro em Fuga, entre outras.
Avelar e Silva (1888, RJ-1917), poeta. obras: Almas das coisas (poesia), Lírios brancos (1908), Surtos e quedas, Tríades (1917).
Avelino Argento (1890, SP-?), poeta, contista, teatrólogo, conferencista, jornalista; durante sua vida de escritor usou inúmeros pseudônimos entre os quais destacam: Claudius, Esopo, Fontoura Camavan, Geny, Nina, Orange Voltolina e Rezende de Menezes. Obras: Sombras e Coloridos (1930, contos),  Nova Cruz (1934, poesia).
Avelino Moreira [A. M. dos Santos Sobrinho] (1965, BA-), poeta, membro da Academia Taguatinense de Letras. Obras: Mensagem (1988), entre outras.
Avelino Rosa, poeta.
Avelino Tavares (MT), poeta e cronista; membro da AML e IHGMT.
Avezani (MG), poeta. Obras: Político Poético (1982), entre outras.
Avoante do Cariri [Antônio Rodrigues Pimentel, dito] (?,CE-2006, MT), poeta e professor de língua latina. Obras: Desovas em Trovas volumes 1, 2 e 3, entre outras.
Ayao Okamoto, poeta.
Aydano do Couto Ferraz (1935, BA-1985), poeta. Obras: A Luta dos Símbolos (1986), Cânticos do Mar, entre outras.
Aydano Roriz (1949, BA-), romancista.
Ayêska Paulafreitas [A. Oassé Luís P. Lacerda] (1948, RJ-), contista, romancista, poeta, ensaísta, ficcionista de literatura infantil, engenheira agrimensora, especialista em educação; ganhadora dos prêmios Monteiro Lobato – ABL (1987), Jorge Andrade - Academia Barretense de Cultura (1993). Obras: Cadeira de Vime e Outros Contos (1995), Glauber, a Conquista de um Sonho (1995, romance) e Manchas roxas (1981, contos), entre outras.
Aylton Damas dos Santos, poeta.
Aymar de Mendonça Lopes, poeta.
Ayrton de Souza, poeta.
Ayrton Pereira da Silva, poeta.
Ayrton Santha Agatha, poeta.
Azevedo Amaral, autor de O Brasil na Crise Atual, 1934.
Azevedo Correia, poeta. Obras: Poemas (1934), entre outras.
Azimar Rocha (PE), poetisa. Ref.: A Produção Independente na Literatura – Catálogo para o Movimento, 1982.
Azoriana, poeta.
Azuil de Lima Franklin (1982, CE-), novelista, poeta, memorialista e militar. Obra: Memórias de um Cludicante Inveterano (1982, memórias), Uma Viajem na Primavera (1979, romance), entre outras.

Nenhum comentário:

Postar um comentário